17 dez 2015 - 9h44

Decisão do UFC pode afastar evento da Baixada

Cogitada para ser palco de uma das edições do UFC no primeiro semestre de 2016, a Arena da Baixada não deve mais sediar o evento. Em uma decisão da companhia, a defesa de cinturão dos pesos pesados de Fabrício Werdum e o retorno de Anderson Silva aos octógonos, não deve acontecer no mesmo evento, o que afasta a possibilidade da realização de uma edição do UFC na capital paranaense.

De acordo com o UFC, a realização de um evento em um estádio, no Brasil, só seria interessante se a garantia de retorno do público fosse segura. A companhia considera que apenas a participação dos dois lutadores na mesma edição traria esta garantia, o que não deve acontecer.

No caso do campeão peso pesado Fabrício Werdum, o lutador já é considerado bastante popular na América Latina e o UFC pretende projetar sua imagem em outros lugares. O mais provável, é que ele defenda o cinturão contra Cain Velasquez, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Em outro cenário, o UFC pensou na possibilidade de Anderson Silva ser a atração principal do evento em Curitiba, cidade em que o lutador cresceu e treinou artes marciais. Mas como o Spider anda em baixa na organização e volta de um caso de dopping, esta possibilidade é considerada muito arriscada.

Mesmo assim, o UFC não descarta a organização do evento em Curitiba, mas pensa em protelar a possibilidade. "Não estamos cancelando essa possibilidade, ela apenas vai demorar um pouco mais para acontecer. Provavelmente ainda em 2016 mesmo, mas mais para frente", explicou Giovanni Decker, presidente do UFC Brasil, em uma entrevista concedida em novembro, em São Paulo.



Últimas Notícias