2 fev 2016 - 17h54

Cristóvão elogia gramado natural do Ecoestádio

Enquanto aguarda a instalação da grama sintética na Arena da Baixada – com data final prevista para 15 de fevereiro e estreia já no dia 18, contra o Criciúma, pela Primeira Liga -, o treinador Cristóvão Borges elogiou o Ecoestádio Janguito Malucelli, local onde o Rubro-Negro receberá seus adversários até que sua casa esteja liberada.

"O Ecoestádio com um campo bom é muito importante. A nossa equipe é técnica e isto é muito importante. No primeiro jogo [contra o Operário], sofremos um pouco com o campo. A bola quicava muito", disse o técnico rubro-negro em entrevista coletiva concedida nesta terça (2), no CT do Caju.

Adepto de um esquema tático que prioriza a transição rápida entre defesa e ataque, um bom piso é fundamental para o desempenho em alta performance do elenco dirigido por Cristóvão Borges. Antes de retornar à Baixada, o Atlético ainda enfrenta o Rio Branco, em Paranaguá, e o J. Malucelli, no Ecoestádio, com mando do Rubro-Negro.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…