21 fev 2016 - 19h13

Que mancada!

Atlético e Cascavel se enfrentaram neste domingo (21), pela 5ª rodada do Campeonato Paranaense, e fizeram um jogo ruim tecnicamente. Com o time da cobra precisando desesperadamente da vitória para se afastar da zona da degola e o Rubro-Negro modificado por Cristóvão Borges, a partida teve mais emoção que qualidade. Depois de sofrer um gol logo aos 12/1º, o Furacão conseguiu a virada com gols de Vinícius e Crysan. Mas, no apagar das luzes, Eduardo marcou um gol contra aos 48/2º, decretando o empate que refletiu bem o que as equipes fizeram em campo.

O Atlético começou o jogo tentando trocar passes no setor ofensivo, mas sem muita efetividade. Por outro lado, a nova zaga, formada por Cleberson e pelo estreante Thiago Heleno, demonstrava falta de entrosamento a cada ataque do Cascavel, que chegou ao gol logo aos 12’/1º, com Batista. O volante recebeu na intermediária e arriscou de longe. A bola passou por baixo das pernas de Cleberson e entrou no cantinho, sem chances para Weverton. A partir de então, o Furacão tomou as rédeas do jogo e tentou se organizar em campo, levando perigo com Marcos Guilherme, Anderson Lopes e André Lima. Mas o gol de empate saiu aos 24’/1º, com Vinícius. Eduardo fez cruzamento primoroso da direita e, na disputa com o defensor, o camisa 29 escorou de cabeça para o fundo das redes.

No segundo tempo, com a entrada de Crysan no lugar de Marcos Guilherme, o Rubro-Negro partiu em bsuca da virada. E logo no primeiro minuto, o atacante aproveitou cruzamento de Eduardo e testou a bola na trave de Vinícius Gandra. A Cobra tentou reagir, mas não conseguia levar perigo à meta de Weverton. Até que, aos 32’/2º, Vinícius bateu escanteio e Crysan, de cabeça, tocou no canto baixo do gol, virando a partida. Mas sem conseguir o rendimento esperado em campo, o Atlético foi dando espaço e para o Cascavel, que voltou a gostar do jogo. Aos 44’/2º, Morato reclamou de um pênalti supostamente cometido por Deivid, mas o árbitro deu apenas escanteio. Pior para o Atlético. Na cobrança do tiro de canto, Eduardo tentou tirar e bateu contra, matando Weverton no lance e decretando o empate.

Com o resultado, o Atlético segue na 2ª posição do Campeonato Paranaense. Pelo Estadual, o próximo adversário é o líder Paraná Clube, que até agora tem 100% de aproveitamento. Antes, porém, o Furacão enfrenta o Criciúma, na quarta (24), tentando garantir uma vaga nas semifinais da Primeira Liga.

ESTREIA: Formando dupla de zaga com Cleberson, Thiago Heleno fez sua estreia pelo Furacão.

JUDIAÇÃO: Com boa presença ofensiva e inclusive assistência para gol, Eduardo era um dos melhores do Atlético em campo. Mas, no apagar das luzes, marcou o gol contra que decretou o empate.

OS GOLS
1×0 – 12’/1º: Batista – Livre de marcação, Batista recebe na intermediária, ajeita a bola e arrisca de longe, contando com o “corta luz” de Cleberson para matar Weverton e abrir o placar no 14 de Dezembro.
1×1 – 24’/1º: Vinícius – Eduardo faz bela jogada pela direita e cruza com precisão para Vinícius, que ganha a dividida com a zaga e cabecei para o fundo das redes, empatando a partida.
1×2 – 32’/2º: Vinícius cobra escanteio e Crysan sobe bonito para tocar de cabeça no canto inferior do goleiro do Cascavel, virando o jogo para o Furacão.
2×2 – 48’/2º: Em lance de pura infelicidade, Eduardo tenta afastar a bola na cobrança de escanteio e acaba tocando contra a meta de Weverton que, pego de surpresa, não consegue evitar o gol contra.

PRÓXIMOS JOGOS: Criciúma (casa), Paraná (fora) e Foz do Iguaçu (casa).

%ficha=1157%



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…