17 mar 2016 - 23h26

Em jogo morno, Atlético só empata no Sul

O Atlético fez sua estreia na Copa do Brasil na noite desta quinta-feira (17) e empatou com o Brasil de Pelotas em 1 a 1, jogando no Rio Grande do Sul. Às vésperas do clássico Atletiba, pelo Campeonato Paranaense, o técnico Paulo Autuori mandou a campo um time misto. Após sair na frente no placar, a equipe atleticana cedeu o empate.

O Rubro-negro chegou ao primeiro gol do jogo no final da etapa inicial. Aos 44 minutos, Marcos Guilherme abriu o placar. O lateral Eduardo cruzou da esquerda, Pablo ameaçou concluir, mas a bola sobrou para Marcos Guilherme que, sozinho, mandou para as redes.

Pouco depois, na saída para o intervalo, o jogador afirmou que a equipe deveria insistir no estilo de jogo para o segundo tempo. "Estudamos bastante a equipes deles, aqui é muito difícil jogar. Conseguimos uma vantagem, mas temos que voltar para o segundo tempo e matar o jogo. A equipe está bem e dentro da nossa proposta estamos fazendo um bom trabalho. Temos que voltar melhor para manter o resultado ou até aumentar", disse o autor do gol.

Porém, o placar aberto deixou o rubro-negro tranquilo na volta do intervalo. Insistindo em tocar a bola e parecendo satisfeito com o resultado parcial, o Atlético acabou sofrendo o empate. Aos 30 minutos, o Brasil de Pelotas marcou e igualou o placar. Marcos Paraná recebeu cruzamento de Nathan e chutou de primeira para balançar a rede.

Aos 38 minutos, o meia Vinícius fez falta dura em Leandro Leite e acabou expulso, deixando o Atlético com um jogador a menos no final a partida. Nos últimos minutos, Paulo Autuori ainda tentou mandar o time para o ataque, colocando André Lima em campo, mas a substituição não surtiu o efeito desejado e a partida terminou em 1 a 1.

Com o resultado, no jogo da volta que acontece no dia 14 de abril, o Atlético tem a vantagem do empate sem gols, uma vez que marcou um gol fora de casa. Qualquer vitória atleticana também mantém a equipe na competição.

%ficha=1164%



Últimas Notícias

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…

Notícias

A evolução do Athletico

É inegável a evolução do rubro-negro. Desde a mudança no comando técnico, o Furacão vem evoluindo a cada jogo. Atualmente acumula quatro vitórias consecutivas. Além…