O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
22 mar 2016 - 10h45

Atletiba e Marcos Guilherme

Em primeiro lugar e como todos os atleticanos, quero expressar a minha vergonha e indignação por mais um revés diante de nosso arquirrival. Mais uma vez tomamos um banho de bola e de raça e o pior: dentro da Baixada. Inaceitável!

Mas vamos ao jogo: Autuori escalou errado. Marcos Guilherme na frente e Pablo no meio: Marcos é um jogador que tem talento, mas é deficiente, pois não sabe arrematar a gol, logo, jogar na frente não faz o menor sentido. Em campo, foi inoperante. Pablo rende mais na linha ofensiva, jogou muito deslocado e também não ajudou em nada na partida.

Jadson deveria ter começado ao lado de Otávio, pois já que não temos criação, ao menos volantes com bons passes e bom arremate de média distância, poderia ser uma arma a nosso favor.

O time todo foi péssimo. Não vi qualidade e muito menos vontade. Afrouxaram diante dos coxas que entraram com ‘sangue no zóio’ e afim de ganhar o clássico.

Faço menção positiva apenas ao Pará, pelo esforço e ao Paulo André, que foi firme quando foi exigido (seu companheiro Vilches vem numa queda violenta de rendimento nos últimos jogos).

Autuori terá trabalho para organizar esse amontoado de pipoqueiros e o primeiro deles será botar o Marcos Guilherme no banco. Nada contra o piá, mas não dá mais. Lugar de teste é na base. Se o cara foi promovido ao profissional, tem que ter competência pra vestir a camisa e JOGAR!

Agora é levantar a cabeça e ir pra revanche da final da Copa do Brasil de 2013 e lembrar aos cariocas que em dia de Furacão, urubu não voa!!!



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Brasileirão 2019

Após o título do Furacão pela Copa do Brasil, o estado de êxtase que cada athleticano vive é algo surreal. É um momento mágico, fruto…

Fala, Atleticano

Coxarada inconformada

Sei que isso não é nenhuma novidade para os torcedores do CAP, mas olha pessoal, a coxarada está numa choradeira que até podemos chamar eles…