23 mar 2016 - 23h45

Finalista da Primeira Liga!

Nada como um dia após o outro. Se no último domingo o Atlético saiu derrotado dentro de casa no Atletiba, pelo Campeonato Paranaense, nesta quarta-feira o Furacão se redimiu ao vencer o Flamengo, na semifinal da Primeira Liga. O jogo aconteceu em Juiz de Fora, a mando do Flamengo, onde o Furacão venceu o rubro-negro carioca por 1 a 0, com um golaço de Marcos Guilherme, aos 16 minutos do segundo tempo. A final da Primeira Liga vai ser disputada contra o Fluminense, no dia sete de abril, com mando de campo dos cariocas.

O Jogo

O primeiro tempo começou com o Flamengo dono da posse de bola e buscando o ataque, enquanto o Furacão ficava somente na defesa. Aos 14 minutos,William Arão seguiu com liberdade pelo lado direito e arriscou um chute cruzado de média distância, que passou muito perto da meta de Wéverton. Aos 18 minutos, o Flamengo voltou a descer com perigo pelo lado direito, desta vez, com Juan, que cabeceou bola cruzada por Alan Patrick e por pouco não marcou. Já no fim da primeira etapa, o Atlético começou a buscar mais o ataque e ter a posse de bola, porém, sem conseguir uma grande chance de abrir o marcador.

Na segunda etapa, o Furacão mudou de postura e conseguiu pressionar o Flamengo nos contra-ataques. Logos aos sete minutos, Walter recebeu de Pablo e chutou à meia altura em cima de Paulo Vitor. Aos 16 minutos, Marcos Guilherme recebeu bola na esquerda, cortou para o meio e chutou no angulo de Paulo Vitor, abrindo o placar para o Atlético. O Furacão ainda teve chances de ampliar, em dois contra-ataques puxados por Marcos Guilherme, aos 31 minutos e aos 43 minutos, mas Pablo não conseguiu superar Paulo Vitor em ambos os lances. O Flamengo, por sua vez, não se encontrou em campo desde que precisou correr atrás do resultado, e pouco perigo levou para Weverton.

DESTAQUE POSITIVO: Além de fazer o gol, Marcos Guilherme foi a principal arma do Furacão nos contra-ataques.

DESTAQUE NEGATIVO: O ex-atleticano Marcelo Cirino prometeu um grande jogo e não negou comemorar caso marcasse em cima do Furacão. O jogador, que entrou somente no segundo tempo, pouco fez durante a partida

O GOL
Marcos Guilherme, aos 16 minutos do segundo tempo – O meio campista atleticano pegou a bola no lado esquerdo, cortou para o meio e chutou colocado no ângulo de Paulo Vitor. O chute foi indefensável.

%ficha=1167%



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…