22 maio 2016 - 14h09

Arbitragem revoltou atleticanos na Arena

Não bastasse o desempenho pouco convincente frente ao Atlético-MG neste domingo, no empate de 1 a 1 contra os mineiros, pela segunda rodada do Brasileiro, o Atlético foi prejudicado pela questionável arbitragem comandada por Flávio Rodrigues de Souza, de São Paulo.

O primeiro sinal de que a arbitragem seria confusa para o lado rubro-negro, veio aos 36 minutos do primeiro tempo, quando o técnico do Furacão Paulo Autuori foi expulso pela equipe de arbitragem.

No segundo tempo o péssimo desempenho da arbitragem ficou ainda mais evidente, quando aos 16 minutos o defensor do Atlético-MG bloqueou um chute de Nikão com o braço, dentro da área, sem que o juiz marcasse o pênalti. Aos 30 minutos, Flávio Rodrigues de Souza marcou pênalti de Cleberson, em uma disputa de bola do zagueiro atleticano com Edcarlos. A penalidade foi justificada porque, segundo o árbitro, Cleberson colocou a mão na bola.

Aos 41 minutos, Thiago Heleno marcou de cabeça, mas o gol foi anulado porque Flávio Rodrigues Souza marcou falta de ataque de Walter, que estava fora do lance.

No fim da partida, Weverton deu entrevista aos repórteres comentando sobre o desempenho do juiz. “Ele chegou aqui e a gente falou que ia consertar a merda que o outro juiz fez (no jogo contra o Palmeiras). Não podemos botar a culpa toda nele. A gente trabalha a semana toda e vem o cara para atrapalhar. É ser humano, mas é complicado”.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…