O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
13 jun 2016 - 13h17

Venceu, mas com muita sorte e o Brasil perdeu porque mereceu!

Vencemos o São Paulo, e isso é bom do jeito que for, mas uma vitória que deixa um ponto de exclamação na cabeça dos torcedores, isso é ruim demais.

O primeiro tempo do jogo dava a entender que iriamos sair de lá com mais uma sacola de gols na bagagem devido a escalação que se não posso definir como errônea, mas como equivocada talvez ou até tenha sido acertada, mas não foi produtiva e deixou o adversário a vontade em campo. E que sorte tivemos por eles não terem tido a competência do Palmeiras.

Depois foi as mudanças no segundo tempo, com Nikão, Walter e Hernani, o time mudou, colocou o São Paulo na defesa e ai o ataque funcionou com Walter e consequentemente o gol surgiu com Otávio e no final com Hernani, mas isso só ocorreu depois das mudanças do técnico e pela sorte no primeiro tempo que tivemos.

E como já disse, está gangorra irá continuar até o final deste campeonato, se não ocorrer uma definição dos onze titulares, assim não teremos um grupo acostumado a jogar um com o outro, que fará o equilíbrio do conjunto entrosado com a falta de uma qualidade técnica mais apurada dos demais adversários ou caso não ocorra, sempre contar com a sorte como foi contra o São Paulo.

Portanto é ainda a velha máxima do futebol que só dá certo se for simples, quando se tenta enfeitar acaba fazendo lambanças que pode custar caro.

Vejamos como bom exemplo a nossa seleção brasileira, perdemos ontem para o Peru, coisa que em décadas passadas este grupo que estávamos com Equador, Haiti e Peru, seria nove pontos cravados e ainda todos os jogos vencidos com goleada. Mas como o nosso futebol hoje é pobre de qualidade técnica tanto dentro quanto fora de campo a gente acaba vendo isso que ocorreu ontem, uma desclassificação da Copa América.

Alguns vão dizer que a estrutura política da CBF é culpada e concordo com isso, outros irão dizer que é culpa do Dunga, também concordo, já que não comanda nenhum time no Brasil e fora do país para se qualificar como técnico da nossa Seleção Brasileira, outros irão culpar os jogadores que também estou de acordo, pois hoje é mais marketing do bola no pé. E um bom exemplo é está ‘nossa’ seleção convocada por Dunga, onde só tinha jogadores atuantes no estrangeiro na sua maioria e aqui o Brasil tinha muitos que poderiam estar nesta Seleção, e quem sabe se saírem melhor dos que lá estavam.

E digo mais Neymar ao criticar as pessoas que viram o que não queriam ver e não gostar do que viram, nem deveria mais ser convocado. Pois ele só é diferença nesta seleção da CBF e de Dunga devido aos seus companheiros serem muito ruim de bola. E para provar que ele não é nada do que a mídia fala, no Barcelona é o terceiro melhor, porque a sua frente tem Messi e Suarez. E pelo visto está mudando de time para virar ‘destaque’ em um clube francês.

Portanto o futebol brasileiro está pobre para não dizer miserável tecnicamente dentro e fora de campo, onde a CBF virou um balcão de negócios, cujo seu atual presidente está sendo processado porque o anterior está preso por corrupção e o futebol brasileiro caindo a cada ano que passa. Mas isso tem que mudar. Já passou da hora, pois o futebol é um dos poucos patrimônios cultural que temos e estamos deixando nas mãos de larápios e safados como ocorreu na nossa política nacional.

E quem está acompanhando a EUROCOPA, já percebeu que nem de seleções como a da Ucrânia o Brasil sairá vitorioso, imagina agora se pegarmos uma Alemanha novamente pela frente. Será mais uma goleada. E sinceramente prefiro o Brasil fora da próxima Copa do Mundo até que se resolva o futebol brasileiro, que se tenha a frente da CBF um dirigente integro, que se tenha um técnico qualificado pelo seus êxitos na direção de uma equipe de clube do futebol brasileiro, que se convoque jogadores pela sua qualidade ou por sua dedicação na Seleção Brasileira e não por marketing ou opinião dos comentaristas de futebol no Brasil.

Se ontem a desclassificação do Brasil foi o fundo o poço eu ainda não sei, mas que estamos perto disso, acho que sim! E em relação ao nosso futebol caseira, o do nosso Clube Atlético Paranaense, já está na hora de arrumar a casa, pois com uma estrutura destas e não conseguir montar um time de primeira linha é muita INCOMPETÊNCIA para meu gosto. E caso Petráglia montar uma equipe qualificada em campo, ele virá que os 40 mil sócio pretendidos irá se realizar em um pouco tempo. É a famosa lei da oferta x procura. Produto de boa qualidade tem mais procura do que produto de baixa. E pelo visto uma coisa tão simples assim não apareceu ser clara aos olhos dos nossos dirigentes.

E ainda se tem a coragem de dizer que temos um DIF que foi designado, Departamento de Inteligência do Futebol e para seu comando um Paulo Carneiro que foi expulso do futebol baiano por sua INCOMPETÊNCIA. É para acabar e mostrar porque nossa Seleção Brasileira só ganha de Haitis da vida neste mundo da bola hoje em dia.

Mas o pior de tudo isso, é que nossos dirigentes ficam nos prometendo títulos, mas o paranaense, foi só para calar a boca dos coxinhas e nada mais senhor Salim, nós torcedores queremos um grupo de jogadores qualificados em campo e em condições de competir de igual para igual com qualquer time que aparecer pela frente, já os resultados, isso fica à cargo da competência deles e da sorte dos adversários talvez.



Últimas Notícias

Notícias|Opinião

E o Pai se foi

Chega ao fim a passagem do nosso Bergson pelo Athletico. Assinou hoje a sua rescisão de contrato e vai jogar no Ceará. Jogador de sorriso…