O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
20 jul 2016 - 17h24

Mercado da bola

O vai e vem de jogadores de futebol é normal em qualquer clube de futebol, mas as vezes eu me pergunto quando um jogador que foi titular quase absoluto acabou sendo sacado do grupo e no seu lugar não teve uma reposição se quer anunciada.

Será que irão trazer da base algum jogador para compor o grupo? Ou será que vão improvisar alguém no seu lugar quando o titular não estiver em condição de jogo?

Caso seja a primeira resposta. Eu concordo que temos que valorizar os prata da casa, mas se for a segunda, só tenho a dizer que gambiara em futebol não funciona.

Até a menos de 48 horas se anunciava ou estava perto de um desfecho a contratação de Furlan que não veio pelo salário alto, depois o nosso Presidente disse que viria gente melhor, e se falou em Diego González que também não vem por questões salarias, até o Jussiê não vem por questão também salariais. Até li sobre um argentino naturalizado chileno que estava prestes a desembarcar no CAT do CAJU, e como fumaça também desapareceu dos comentários da mesma foram como surgiu. Então o que entende o Presidente do Clube como contratação bombástica que virão para serem titulares e não para disputar posições. A janela para contratações de fora do Brasil já fechou, agora somente as internas são possíveis desde que sigam as regras. Se for da primeira divisão o jogador não pode ter mais que seis ou sete partidas e assim só nos restas garimpar jogadores da segunda e terceira divisão para nos reforçar.

Só um apêndice na minha formulação em relação as contratações. Soube e até os programas esportivos locais das noites de domingo, divulgaram o nome de Carleto como sendo o novo homem do futebol atleticano, mas não li uma nota se quer sobre o assunto, nem no site da torcida e nem no site oficial do clube. Mas se caso ocorreu está contratação, fico tranquilo que se vier jogador de Série B ou C, devem ser de boa qualidade, pois as contratações que Carleto fazia no passado não muito distante quando estava no clube como “olheiro” sempre foram assertivas.

Na época ele trouxe o Adriano “Gabiru”, o Kleber, o Gustavo, Cocito e tantos outros desconhecidos da bola na época, como também soube avaliar e trazer Souza e Alex Mineiro que estavam encostados nos seus clubes de origem. E formou uma equipe que foi campeã brasileira em 2001, a última a conquistar o título estadual no século XX e a primeira a conquistar o título estadual no século XXI. Isso a coxarada terá que esperar 74 anos para conseguir o que o nosso Clube Atlético Paranaense conseguiu, ser campeão da virada dos séculos.

Mas voltando ao assunto contratações. O que se viu foi um belo circo armada, lógico que tem gente nova na Baixada Rafael Galhardo e Lucas Fernandes, este último vindo do Avaí – SC e só até o momento.

Então como é um campeonato longo, que precisa de jogadores qualificados para que os objetivos anunciados pelo nosso Presidente Sallim de sempre disputar pelo título, está meio desconexo o discurso com a operacionalização do mesmo.

Mas como bom atleticano que sou e nunca desisto, acredito que caso o Carleto esteja mesmo trabalhando no CAT do CAJU, iremos sim ter uma equipe competitiva, afinal em 2001 ele fez isso e com muito pouco recurso em caixa. Só espero que isso realmente seja verdade, pois caso contrário é rezar para Paulo Autuori continuar tirando leite de pedra como vem fazendo ultimamente.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Brasileirão 2019

Após o título do Furacão pela Copa do Brasil, o estado de êxtase que cada athleticano vive é algo surreal. É um momento mágico, fruto…

Fala, Atleticano

Coxarada inconformada

Sei que isso não é nenhuma novidade para os torcedores do CAP, mas olha pessoal, a coxarada está numa choradeira que até podemos chamar eles…