25 jul 2016 - 20h20

Luciano Cabral: "Gosto de atender bem os atacantes"

O Atlético oficializou, nesta segunda-feira (25), o nome do meia Luciano Cabral como novo reforço da equipe para a temporada. O atleta de 21 anos chega para suprir uma grande carência dentro do clube, o de um camisa 10 de origem.

O contrato de Cabral, que pertence ao Argentino Juniors, é de empréstimo até a metade de 2017, com opção de compra. Em sua primeira entrevista ao clube, o jovem argentino, naturalizado chileno, afirmou que gosta de dar assistências. "Gosto de atender bem os atacantes, para que possam fazer muitos gols, e ajudar muito para que a minha equipe possa vencer", afirmou ao site oficial.

Luciano Cabral terá como concorrentes de posição o meia Vinícius e o atacante Pablo, que atua como meia armador em algumas oportunidades. O novo contratado quer aproveitar a oportunidade no Furacão. "Estou muito contente e muito feliz com este novo projeto. Espero poder dar o meu melhor e aproveitar tudo o que o clube me proporciona. É muito importante, com esta idade, chegar a um clube tão grande como o Atlético Paranaense. Vou trabalhar para aproveitar esta oportunidade”, completou Cabral.

O meia espera ter uma adaptação rápida ao estilo de jogo do futebol brasileiro, que para ele é bem diferente do argentino. "Espero me adaptar o mais rápido e da melhor maneira. Vou dar meu máximo para que isso aconteça. Não sei se há um futebol como o argentino. O ritmo e a intensidade durante as partidas são muito grandes, com bastante pressão. Espero aproveitar essa minha experiência aqui no Brasil", finalizou.

Com o nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID), nesta segunda-feira (25), Luciano Cabral está à disposição do técnico Paulo Autuori. Ele pode estrear contra a Chapecoense nesta quarta-feira (27), às 19h30, na Arena Condá, em Chapecó (SC), pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Um novo Dagoberto

Pelo visto a negociação com Rony está tornando-se ou tornou-se um novo caso Dagoberto. As comparações são evidentes. Os casos são parecidos, devido à rejeição…