O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
11 set 2016 - 15h50

Perdendo força

O comentário do Autuori após a derrota para o Figueira, mostra que ele está ‘prestigiado’ com os jogadores.

Se ele é o técnico é o comandante do elenco e não consegue fazer esse bando de pernas de pau ganhar de um time que está a beira do rebaixamento, mostra sim a sua incapacidade de gerência junto aos seus comandados.

E se continuar assim logo, logo ele é quem vai ganhar o chapéu.

Isso também é reflexo dos desmandos e desmanche no elenco ocorridos a pouco pelo gênio da lâmpada e ditador MCP, que afetou em muito o que já vinha sendo feito nas coxas.

Um elenco que tem um centro avante que não faz gol (André Lima) que é o campeão em faltas no ataque e só sabe reclamar da arbitragem, não sabe dominar uma bola e mal acerta um passe?

E como companheiro de ataque insistem com Marcos Guilherme, que para a maioria dos torcedores já deu o que rinha que dar.

Vemos a incrível queda de rendimento do Otávio, que era referência no meio de campo do Furacão com seus desarmes e botes certeiros, ou se4ja virou mais um boleirinho mascador de chicletes e tatuado.

A inabilidade do Hernani com o trato com a bola, ele só se salva por um ou outro gol que faz, depois morre em campo por várias rodadas.

Trouxeram um tal de Luan, que veio só para fazer turismo em Curitiba e se deleitar com o ‘SPA’ CT do Caju, pois futebol que é bom e vontade até agora nenhuma.

A gordura acumulada até aqui, começa diminuir, e pela vontade desse elenco como estamos vendo mais umas três ou quatro rodadas, o Atlético se não reagir, vai estar brigando para não cair, para a alegria do Petraglia, que poderá colocar em campo ano que vem um elenco mais barato do que esse.

Infelizmente, essa é a realidade do Atlético, que fala de boca cheia que é um grande clube do futebol brasileiro, porém não passa de um time de segunda categoria, que fica contratando pernas de pau a torto e a direita.

Passou da hora desse clube continuar a se medíocre, e se mostrar que realmente é grande que pode ser um dos maiores do Brasil.



Últimas Notícias

Notícias|Opinião

Até o fim

No dia 10 de maio de 2005, o Athletico sofria uma das piores goleadas da história jogando dentro de seus domínios. Na Arena da Baixada,…