16 out 2016 - 20h32

Torcida volta ao estádio com bandeiras e bateria

Quem foi ao Atletiba deste domingo (16), na Vila Capanema, na vitória por 2 a 0 do Atlético, pode acompanhar um cenário diferente do que ocorria nos outros jogos. Mandando o jogo no estádio onde normalmente o Paraná Clube joga, a torcida do Furacão entrou com faixas, bandeiras e bateria, alegrando o baixo publico de pouco mais de sete mil pessoas que compareceram ao estádio, elogiadas pela comissão técnica.

Desde que a diretoria do Atlético rompeu relações com a Torcida Organizada Os Fanáticos, em abril desde ano, a torcida estava proibida de entrar na Arena da Baixada com bandeiras, roupas ou qualquer material que ilustrasse símbolos de organizações que não fossem o Atlético. A exceção era a bateria, que já havia entrado em algumas partidas com seus desenhos tampados por tecido TNT.

Neste Atletiba, a bateria continuou a entrar camuflada, mas bandeiras da Torcida Organizada Ultras e de outros grupos do Atlético foram vistos, assim como um bandeirão redondo com o escudo do Atlético, da Os Fanáticos.

De acordo com a TOF, tanto o clube quanto a organizada entraram em um consenso para produzir a festa para o clássico, em um acordo durante a semana, onde a bateria seguiria camufladas e as bandeiras seriam liberadas. A organizada ainda não sabe informar, no entanto, se a medida deve seguir para os próximos jogos ou se a proibição ainda está em vigor.

Já Paulo Autuori, em recado repassado por Bruno Pivetti, durante entrevista coletiva, elogiou o apoio e a festa da torcida atleticana no clássico. “Estendo a mensagem do Paulo (Autuori), de toda a comissão técnica e dos jogadores, agradecendo a festa que a torcida fez. Isso mostra o quão forte somos com o apoio da torcida. Com eles ao nosso lado, podemos muito no campeonato”, disse.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…