15 nov 2016 - 19h02

Atlético arranca empate no Rio e encerra sequência negativa

O Atlético finalmente quebrou sua sequência de nove derrotas seguidas fora de casa, nesta terça-feira (15), no Maracanã. O Furacão empatou com o Fluminense, pelo placar de 1 a 1, e somou um ponto a mais na tabela. Os gols do jogo foram marcados por Cícero, aos 28 minutos do primeiro tempo, para o Flu, e por Hernani, aos 16 minutos da segunda etapa. O goleiro Santos ainda pegou um pênalti aos 45 minutos da segunda etapa, que garantiu o ponto fora de casa. Pode não ter sido do jeito que os torcedores queriam, já que os 52 pontos na tabela não garantem o Atlético no G6 durante a rodada, apesar do Rubro-negro ser o dono da sexta posição até os outros jogos que fecham a 36ª rodada. O próximo compromisso é domingo (20), contra o Sport, na Arena da Baixada.

O primeiro tempo começou equilibrado, com o Fluminense empolgado com sua torcida, que compareceu em peso ao Maracanã, e o Atlético marcando a saída de bola do adversário e explorando os contra-ataques. Aos seis minutos, Lucho cobrou falta, a defesa do Flu afastou e, no rebote, Nicolas soltou uma bomba de fora da área, mas Gum estava na rota da bola e desviou. Aos 14 minutos, Otávio recebeu de Lucho e, de frente para o gol, soltou um forte chute de fora da área, mas Julio Cesar segurou. Depois dos minutos iniciais, o Atlético foi perdendo domínio de jogo e, apesar de ter boas jogadas na partida, não conseguia criar chances iminentes de gol. Com isso, os mandantes foram ganhando espaço e, aos 28 minutos, abriram o placar. Pela direita, Gustavo Scarpca cortou para o meio, cruzou fechado e Cícero, na pequena área, desviou para o canto direito de Santos. A partir daí, o Atlético não conseguiu impor um ritmo tão forte e foi chegar ao ataque só ao fim da primeira etapa. Aos 43 minutos, Hernani cobrou falta e a bola passou raspando a trave direita de Julio Cesar, mas foi só.

Na segunda etapa, o Atlético manteve o mesmo ritmo: chegava ao ataque, mas não conseguia levar grande perigo ao adversário. O Furacão só foi chegar com efetivas chances de gol quando Lucho tocou para André Lima, que dominou de peito, fez o giro e acertou um belo chute de fora da área, para boa defesa de Julio Cesar, que espalmou para a linha de fundo. Dois minutos depois, Lucas Fernandes desceu pelo lado direito ao ataque, foi começou a ser puxado na entrada da área e caiu dentro. O juiz não teve dúvidas e marcou o pênalti. Hernani cobrou firme, no canto direito, no lado oposto ao do goleiro e empatou o jogo. A partir daí, o jogo ficou muito equilibrado, com o Flu buscando a virada e o Furacão nos contra-ataques. Na parte final do jogo, o tricolor teve um pênalti ao seu favor. Aos 45 minutos da segunda etapa, quando o empate parecia encaminhado, Paulo André derrubou Richarlison dentro da área e o pênalti foi marcado. Scarpa foi para a cobrança, bateu firme, mas Santos conseguiu fazer a defesa usando o pé esquerdo. Com poucos minutos a mais de acréscimo, o empate prevaleceu e o rubro-negro quebrou o jejum de derrotas fora de casa.

DESTAQUE POSITIVO: Santos. O goleiro não estava muito bem nas saídas de bola, mas dentro das redes foi seguro e, quando foi exigido em um pênalti ao fim do jogo, fez boa defesa.

O GOL

Fluminense – 28’1º – Cícero– Scarpa cruzou para o meio de área e Cícero, sem marcação, subiu alto para cabecear e abrir o placar.
Atlético – 16’2º – Hernani – O jogador cobrou pênalti sofrido por Lucas Fernandes, no canto direito de Julio Cesar, sem chances para o goleiro.

PRÓXIMOS JOGOS: Sport (casa), Corinthians (fora) e Flamengo (casa).

%ficha=1217%



Últimas Notícias

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…

Notícias

A evolução do Athletico

É inegável a evolução do rubro-negro. Desde a mudança no comando técnico, o Furacão vem evoluindo a cada jogo. Atualmente acumula quatro vitórias consecutivas. Além…