2 dez 2016 - 22h15

Comissão anuncia mosaico em homenagem à Chapecoense

A torcida atleticana fará uma homenagem especial à Chapecoense no próximo domingo (11), no jogo contra o Flamengo, na Arena da Baixada. O Mosaico Furacão, que já tinha sido anunciado na semana passada uma edição especial na última rodada do Brasileirão, homenageará o clube catarinense, familiares e amigos das vítimas e toda a população de Chapecó.

“Faremos o Mosaico em homenagem à Chapecoense. Assim como cada atleticano que nos escreveu solicitando a alteração, nós entendemos que não há espaço para individualismos, que nossas cores são algo secundário em face de tudo o que ocorreu. Neste momento de imensa tristeza, a união e solidariedade mostram o caminho que devemos trilhar. Porque nunca foi e nunca será “só” futebol!”, escreveu a comissão em sua página no Facebook.

Na madrugada de terça-feira, o avião que transportava a delegação da Chapecoense para o primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana à Colômbia, contra o Atlético Nacional, caiu quando se aproximava de Medellín. No total, foram 71 mortos e 6 sobreviventes no acidente com a aeronave. Entre as vítimas, 48 eram membros da Chapecoense, incluindo 22 jogadores, e mais 21 jornalistas e três convidados, além da tripulação.

Desde o acidente, o Atlético e a torcida atleticana fizeram ações para homenagear a Chape: a Arena da Baixada ganhou nos últimos dias a cor verde, em homenagem ao clube catarinense, além de um abraço com oração, realizado pela torcida na quarta-feira, quando seria disputada a partida contra os colombianos.

Entre as vítimas do trágico acidente estão profissionais que passaram pelo Atlético. O ex-técnico Mário Sérgio, que dirigiu o Furacão em 2001, 2003-2004 e 2008, morreu no acidente – ele era comentarista da Fox Sports e estava no voo com outros colegas para trabalhar na transmissão do jogo. Além dele, o meia Cléber Santana, que passou pelo Rubro-Negro em 2011, também foi vítima do acidente. Um outro jogador da Chapecoense que jogou pelo Atlético e estava no voo é o lateral-esquerda Alan Ruschel, um dos seis sobreviventes.

Confira o comunicado da Comissão de Mosaicos:

Amigos atleticanos,
Recebemos inúmeras mensagens com pedidos para que a próxima edição do Mosaico Furacão fizesse homenagem à Chapecoense.
Quando soubemos da tragédia, o material já havia sido enviado à gráfica. Por isso, nestes últimos dias, trabalhamos para mudar todo o planejamento e não podíamos nos pronunciar sem que houvesse certeza da viabilidade da ação.
Hoje, com tudo já organizado e resolvido, podemos dizer a todos: faremos o Mosaico em homenagem à Chapecoense.
Assim como cada atleticano que nos escreveu solicitando a alteração, nós entendemos que não há espaço para individualismos, que nossas cores são algo secundário em face de tudo o que ocorreu.
Neste momento de imensa tristeza, a união e solidariedade mostram o caminho que devemos trilhar. Porque nunca foi e nunca será “só” futebol!
SRN
#forçaChape



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…