23 dez 2016 - 0h22

Há 15 anos, o Atlético coloria o Brasil de vermelho e preto

Há exatos 15 anos, o Clube Atlético Paranaense conquistava seu principal título nacional, o Campeonato Brasileiro de 2001, e deixava o Brasil mais rubro-negro. No dia 23 de dezembro de 2001, após o apito final de Carlos Eugênio Simon, torcedores, espectadores e imprensa se renderam ao time paranaense e viram o zagueiro Nem erguer a taça mais importante do país.

Nas ruas de Curitiba, só dava Atlético. Tomada pelo vermelho e preto, em cada esquina da cidade era fácil de encontrar uma camisa, uma bandeira ou uma imagem que representasse o mais importante título da história do clube. E que até hoje é um símbolo de orgulho na nação atleticana.

Trajetória do título

Primeiro campeão do século, o Furacão começou o campeonato surpreendendo com quatro vitórias e um empate, nas cinco primeiras partidas, ainda sob o comando do técnico Mário Sérgio. Porém, nos cinco jogos seguintes, foram quatro derrotas e um empate, que fizeram o clube trocar de treinador.

Com a chegada de Geninho, o time começou a mostrar um grande futebol, digno de campeão, e conseguiu 12 partidas invictas (nove vitórias e três empates), alcançando a liderança do campeonato. Nos últimos jogos da primeira fase, porém, o Furacão oscilou. Foram duas vitórias, um empate e duas derrotas, classificando o time às quartas de final como segundo colocado.

Em jogo único, na Arena da Baixada, o Rubro-Negro venceu o São Paulo por 2 a 1, com gols de Alex Mineiro e Kléber Pereira. Adriano descontou para o adversário. A vitória classificou o Atlético para a semifinal. Nesta fase, o rival era o Fluminense, que eliminou a Ponte Preta.

Em uma partida emocionante, também dentro do Caldeirão, o Atlético saiu atrás no placar – o Flu balançou as redes com Magno Alves, ainda no primeiro tempo. A virada do Atlético veio na etapa final, com dois gols do artilheiro Alex Mineiro. O Fluminense chegou a empatar novamente com Magno, mas, o ídolo da camisa 9, garantiu a vitória para o Rubro-Negro. Pela primeira vez na história, o Furacão estava nas finais do Campeonato Brasileiro.

No primeiro jogo contra o São Caetano, uma vitória por 4 a 2, com a Arena da Baixada lotada. Com o gol de Ilan e os três de Alex Mineiro, o Furacão levava uma grande vantagem, precisando apenas de um empate no jogo de volta no Anacleto Campanella. E, no dia 23 de dezembro de 2001, diante de um estádio completamente lotado, o ídolo da camisa 9, aos 22 minutos do segundo tempo, aproveitou o rebote do goleiro Silvio Luis e selou o resultado, que deu ao Furacão o seu primeiro título do Campeonato Brasileiro.

Campanha

Em 31 jogos, foram 19 vitórias, seis empates e seis derrotas, com um aproveitamento de 67,74%. Foram 68 gols e 45 sofridos.

PRIMEIRA FASE

02/08 – Atlético Paranaense 2 x 0 Grêmio
05/08 – Cruzeiro 1 x 2 Atlético Paranaense
08/08 – São Caetano 0 x 0 Atlético Paranaense
11/08 – Atlético Paranaense 4 x 0 Flamengo
16/08 – Atlético Paranaense 1 x 0 Atlético Mineiro
19/08 – São Paulo 2 x 1 Atlético Paranaense
26/08 – Vasco 4 x 0 Atlético Paranaense
29/08 – Atlético Paranaense 1 x 1 Santos
01/09 – Palmeiras 2 x 0 Atlético Paranaense
09/09 – Atlético Paranaense 1 x 2 Fluminense
16/09 – Atlético Paranaense 3 x 1 Portuguesa
19/09 – Internacional 4 x 4 Atlético Paranaense
23/09 – Atlético Paranaense 3 x 2 Corinthians
29/09 – Botafogo 1 x 3 Atlético Paranaense
03/10 – Santa Cruz 1 x 5 Atlético Paranaense
06/10 – Atlético Paranaense 1 x 1 Paraná
10/10 – Ponte Preta 1 x 5 Atlético Paranaense
14/10 – América-MG 2 x 3 Atlético Paranaense
21/10 – Coritiba 0 x 0 Atlético Paranaense
28/10 – Botafogo – SP 0 x 2 Atlético Paranaense
04/11 – Atlético Paranaense 2 x 1 Goiás
07/11 – Atlético Paranaense 6 x 3 Bahia
10/11 – Juventude 2 x 0 Atlético Paranaense
13/11 – Atlético Paranaense 2 x 1 Sport
18/11 – Gama 4 x 1 Atlético Paranaense
25/11 – Atlético Paranaense 2 x 2 Guarani
02/12 – Vitória 2 x 4 Atlético Paranaense

QUARTAS DE FINAL

05/12 – Atlético Paranaense 2 x 1 São Paulo

SEMIFINAL

09/12 – Atlético Paranaense 3 x 2 Fluminense

FINAL

16/12 – Atlético Paranaense 4 x 2 São Caetano
23/12 – São Caetano 0 x 1 Atlético Paranaense

Artilheiros:

Kleber e Alex Mineiro – 17 gols
Souza – 6 gols
Adauto – 5 gols
Ilan – 4 gols
Kleberson, Adriano e Rodrigo – 3 gols
Rogério Corrêa, Nem e Daniel – 2 gols
Alessandro, Gustavo e Fabiano – 1 gol

Confira os melhores momentos da decisão de 2001:

%ficha=205%



Últimas Notícias

Notícias|Opinião

Até o fim

No dia 10 de maio de 2005, o Athletico sofria uma das piores goleadas da história jogando dentro de seus domínios. Na Arena da Baixada,…

Fala, Atleticano

Sabedoria aos sócios

ELEIÇÕES ESTÃO CHEGANDO Sei que ainda é cedo, mas as eleições para o comando do clube estão chegando e o Atlhetico deverá ferver em breve,…