6 fev 2017 - 13h27

Conheça o El Campín, palco de Millonarios x Atlético

Palco da partida decisiva entre Atlético e Millonarios, que vale a classificação para a terceira fase da Copa Libertadores, o estádio Nemesio Camacho é um dos mais tradicionais do futebol colombiano. De propriedade do IDRD – Instituto Distrital de Recreação e Desportos, do governo do distrito de Bogotá, o El Campín, como é mais conhecido, foi fundado há 79 anos e ano passado passou por reformas em seu gramado.

Construído em 1938 por inciativa do prefeito de Bogotá, Jorge Gaitan Elecier, o estádio foi planejado para ser o principal centro de eventos esportivos da capital colombiana. O terreno foi doado por Luis Camacho Martiz, que solicitou ao governo que batizasse o espaço com o nome de seu pai, Nemesio Camacho. Inicialmente com capacidade para 10 mil pessoas, foi inaugurado oficialmente em 10 de agosto de 1938, na partida entre Colômbia e Equador pelos Jogos Bolivarianos.

Remodelado constantemente, chegou a ter capacidade para 62.500 pessoas em 1969, mas depois da ampla reforma em 2001, para abrigar jogos da Copa América, teve capacidade de público reduzida para 44 mil pessoas. Casa do Millonarios e do Independiente Santa Fe, o estádio é o principal da capital colombiana e já recebeu partidas de Eliminatórias da Copa (a última em 2010), Copa América (edições de 1964, 1975 e 2001) e o Mundial de Futebol Feminino Sub-20. Entre clubes, sediou a final da Libertadores de 1989, entre Atlético Nacional e Olímpia com o título ficando para os colombianos, da extinta Copa Conmebol em 1996 entre Lanús e Santa Fe com o título dos argentinos, e da Sul-Americana de 2015 entre Huracán e Santa Fe, com a taça para os colombianos.

El Campín recebeu a Copa América de 2001 [foto: divulgação]


Ano passado, o estádio ficou fechado entre os meses de agosto e novembro para uma ampla reforma no gramado, que foi totalmente replantado. Aliado ao campo em excelentes condições, a altitude da capital colombiana – a 2.640 metros do nível do mar, que torna Bogotá a quarta capital mais alta do mundo – é outro fator que faz o jogo ser mais rápido no El Campín.

Estádio teve gramado totalmente replantado no ano passado [foto: divulgação]


Junto da estrutura do estádio, há também o Museu do Esporte, construído para comemorar o 400º aniversário da fundação da capital colombiana, que conta um pouco da história do futebol do país, além de uma galeria completa da “época de ouro” com formações antigas de Santa Fe e Millonarios de Bogotá.

Além de jogos de futebol, o estádio já recebeu shows internacionais, como Guns N’ Roses (1992), dos tenores Luciano Pavaroti (1995) e Plácido Domingo (1996), Shakira (2000), Paul McCartney e Lady Gaga (2012), Paul McCartney (2015) e The Rolling Stones, no ano passado. Em abril deste ano, o cantor Justin Bieber se apresentará no estádio.



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…