16 fev 2017 - 11h45

Matemática da classificação

O Furacão terá um grande desafio se quiser classificar-se à fase de grupos da Libertadores: vencer fora de casa. O retrospecto do time longe de seus domínios, porém, não é favorável, já que a última vitória fora foi o 1 a 0 sobre o Grêmio, no dia 21 de setembro de 2016, pela Copa do Brasil – na ocasião, o Rubro-Negro foi eliminado nos pênaltis por 4 a 3.

Com o empate por 3 a 3 com o Deportivo Capiatá na noite da última quarta-feira (15), o Atlético precisará de uma vitória simples para avançar de fase direto. Empates por 0 a 0, 1 a 1 e 2 a 2 dão a vaga ao time paraguaio. Se o placar se repetir na volta, a decisão irá para os pênaltis. Empates por 4 a 4 ou mais são favoráveis ao Rubro-Negro.

"Se for levar por histórico, a gente em casa não levava gols e hoje tomamos três. A gente fora não venceu muito ano passado, mas esse ano quem sabe? Quem sabe não, temos que vencer fora de casa, fazer um grande jogo e gols, que são importantes para a nossa classificação", confia o volante Otávio.

A partida de volta está marcada para a próxima quarta-feira (22), às 21h45, no Estádio Erico Galeano Segovia, no Paraguai. Quem avançar, entra no grupo 4, que já conta com Flamengo, Universidad Católica do Chile e San Lorenzo da Argentina.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…

Notícias

A evolução do Athletico

É inegável a evolução do rubro-negro. Desde a mudança no comando técnico, o Furacão vem evoluindo a cada jogo. Atualmente acumula quatro vitórias consecutivas. Além…