28 fev 2017 - 21h15

Eduardo da Silva afirma: "Vou dar meu máximo"

O atacante Eduardo da Silva foi apresentado à imprensa na tarde desta terça-feira (28), na Arena da Baixada, e afirmou "estar feliz" em vestir as cores rubro-negras. O jogador, que vai ser inscrito na Libertadores – o técnico Paulo Autuori já confirmou que ele está entre os cinco jogadores que podem entrar na fase de grupos -, espera que o Furacão tenha sucesso na competição.

"Estou muito feliz por vestir esta camisa. Vou dar o meu máximo para agradar a diretoria e os torcedores. Espero que não só eu, mas todo o clube, tenha grande sucesso na Libertadores e na temporada", afirmou.

Eduardo da Silva foi confirmado como novo contratado do Atlético na última sexta-feira (24). Com 33 anos, o atacante estava Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, mas já negociava com o Furacão há cerca de um mês. Apesar de pouco mais de dois meses em jogar, o atacante se diz preparado para estrear, mas aguarda um ‘ok’ de Paulo Autori.

"Meu último jogo foi em dezembro. Depois, tive férias de um mês. Fiquei mais um mês negociando com o Atlético Paranaense. São dois meses sem jogar, mas eu treinei com um ‘personal’. Não é um mesmo treino. Mas eu me sinto bem. Eu preciso mais de treinos com bola e algumas atividades físicas em campo, nos treinamentos. O Paulo Autuori deve decidir e sentir quando eu estarei preparado para fazer a estreia", contou.

Eduardo da Silva tem passagens por Dínamo Zagreb, Croátia Sesvete e Inter Zapresic, todos da Croácia, Arsenal, da Inglaterra, Flamengo e Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. O contrato do atleta com o Rubro-Negro é válido até o final da temporada 2017.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…