8 mar 2017 - 16h22

Luis Henrique não ficou nem no banco

O atacante Luis Henrique, oriundo das categorias de base do Botafogo, onde recebia status de joia, chegou ao Atlético sob muita expectativa para compor o elenco principal mas, depois de alguns jogos, vem perdendo espaço com Paulo Autuori, o que se evidenciou na partida desta terça-feira (7), contra a Universidad Católica, pela primeira rodada da fase de grupos da Libertadores.

Mesmo inscrito na competição continental, o jogador sequer foi relacionado para o banco de reservas. Com Grafite suspenso, a opção do treinador atleticano foi escalar Gedoz no meio e avançar Pablo para o ataque, deixando como opções para o setor ofensivo os atacantes Crysan e Douglas Coutinho.

Luis Henrique estreou na partida contra o Rio Branco, pela primeira rodada do Paranaense, e acabou expulso. Depois, atuou contra o Prudentópolis no Estadual e entrou no lugar de Grafite no jogo de volta contra o Capiatá, pela Libertadores. Sem conseguir mostrar o mesmo futebol que o consagrou no alvinegro carioca e nas categorias de base da Seleção, o camisa 9 ainda perdeu infantilmente um pênalti no empate por 0 a 0 contra o Toledo, na Arena da Baixada, ao tentar bater com "cavadinha". Ainda foi mantido no time Atletiba, mas ficou de fora do jogo contra o Foz do Iguaçu e não figurou nem no banco contra a Universidad Católica.



Últimas Notícias

Opinião

E lá se vão 6 anos

O tempo passa. Completamos hoje 6 anos de Nikão no Athletico. Há exatos 6 anos recebíamos Maycon Vinicius Ferreira da Cruz, conhecido como Nikão. Quando…

Ao Sol e à Sombra

Caju

Dizem que onde o goleiro pisa, nunca mais cresce a grama. Mas no estádio Joaquim Américo, mesmo agora, com o gramado sintético, a grama é…

Fala, Atleticano

Pandemia x Pandético

Infelizmente em 2020 tivemos que conviver com esta pandemia, isolando jogadores e torcida, mas como reflexão sabemos que a cada dia que passa esta situação…