8 mar 2017 - 16h45

Mudanças de Autuori foram determinantes

As alterações promovidas pelo técnico Paulo Autuori tiveram impacto direto no placar da partida entre Atlético e Universidad Católica nesta terça (7), na Arena da Baixada, que terminou empatada por 2 a 2.

A primeira delas, positivamente. Aos 17’/2º, Autuori tirou Lucho González, autor do primeiro gol atleticano, para a entrada de Matheus Rossetto. O jovem camisa 20 mostrou serviço e, aos 30’/2º, deu um lindo passe para Nikão ampliar o marcador.

Aos 24’/2º, Carlos Alberto, que vinha bem e cadenciando o jogo na meia cancha, saiu machucado, dando lugar a Douglas Coutinho. Este pouco fez em campo e deixou um buraco no meio de campo.

Buraco esse que o treinador tentou tapar com a entrada de Wanderson no lugar de Otávio, aos 37’/2º, alterando o esquema tático para deixar o time com três zagueiros. Mas esta mudança custou caro ao Furacão. Além de chamar a U. Católica ainda mais para cima, foi justamente Wanderson quem falhou nos dois gols da equipe chilena.

Após a partida, Autuori concedeu entrevista em que criticou a falta de atenção da equipe, mas fez questão de, novamente, chamar a responsabilidade para si.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…