23 maio 2017 - 21h23

Atlético confirma Eduardo Baptista como novo treinador

O Atlético Paranaense confirmou no fim da tarde desta terça-feira (23) Eduardo Baptista como novo técnico do time para a sequência da temporada. O novo comandante chega num momento decisivo do clube, que na semana passada se classificou para as oitavas de final da Libertadores e já na próxima semana tem o duelo contra o Santa Cruz, que define o classificado na Copa do Brasil – no jogo da ida, no Recife, o placar ficou no 0 a 0. No Brasileirão, o Rubro-Negro teve um péssimo início, com duas derrotas – 6 a 2 para o Bahia e 2 a 0 contra o Grêmio, no último domingo.

Com a contratação do novo treinador, Paulo Autuori mudou de função no clube, assumindo o cargo de manager. “Estarei aqui para contribuir com o clube como um todo. Tudo o que se passará no futebol será com ele [Eduardo Baptista], porque ele será o treinador”, disse Autuori na entrevista coletiva que anunciou as mudanças.

Também presente na coletiva, o presidente do Atlético, Mario Celso Petraglia, tratou de diferenciar a nova função de Autuori à dos tradicionais diretores de futebol, que muitos clubes têm. “Será mais uma quebra de paradigma que o Atlético Paranaense está pensando. Nosso projeto está voltado também ao reforço fora de campo. Aquela clássica divisão de diretor de futebol e técnico não será assim no Atlético Paranaense. Eliminamos essa figura de diretor de futebol e temos uma comissão técnica que trabalhará de forma coletiva”, explicou.

Esse suporte também foi ressaltado como um diferencial por Eduardo Baptista em sua chegada ao clube. “Ele [Paulo Autuori] foi para uma outra função, mas é um cara que estará do meu lado, que a gente confia e que podemos conversar. No futebol é difícil viver só momentos bons, às vezes tem a oscilação e ter um cara experiente como ele do lado dá uma solidez para que possamos colher bons frutos lá na frente”, disse.

Carreira

O novo técnico tem uma identificação com o Furacão familiar, já que o pai de Eduardo, Nelsinho Baptista, foi Campeão Paranaense como treinador pelo clube, em 1988. O Atlético é o quinto time da carreira de Eduardo, que já teve passagens por Sport, Fluminense, Ponte Preta e Palmeiras. Seu melhor trabalho foi no clube pernambucano, onde ficou na função de técnico por dois anos conquistando em 2014 a Copa do Nordeste e o Campeonato Pernambucano, e no ano seguinte levando o Sport a um excelente início no Brasileirão – passou 14 rodadas entre os quatro primeiro colocados na classificação.

Em agosto de 2015, foi eleito um dos 100 melhores treinadores do mundo, segundo ranking do site inglês Coach World Ranking.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…

Notícias

A evolução do Athletico

É inegável a evolução do rubro-negro. Desde a mudança no comando técnico, o Furacão vem evoluindo a cada jogo. Atualmente acumula quatro vitórias consecutivas. Além…