24 maio 2017 - 10h45

"Trabalhei para estar aqui", afirma Eduardo Baptista

O novo treinador do Atlético, Eduardo Baptista, diz estar alcançando um objetivo antigo da jovem carreira como técnico. Ele afirma que sempre teve o desejo de comandar o Furacão, principalmente pela filosofia implantada pelo clube.

"Na minha vida, traço alguns objetivos. E tinha o desejo de estar aqui, pela filosofia que tem, pelo trabalho com a formação e pela estrutura. Eu sou um treinador jovem e preciso estar trabalhando. Atinjo mais um objetivo da minha carreira. Trabalhei para estar aqui", disse em entrevista coletiva na noite de terça-feira (23).

Baptista assume o posto deixado por Paulo Autuori, que será um gestor do comando técnico dentro do Furacão. O novo treinador já começa a trabalhar nesta quarta-feira (24), quando os jogadores se reapresentam no CT do Caju, após dois dias de folga.

Eduardo Baptista assume o time na penúltima colocação do Campeonato Brasileiro, ainda sem nenhum ponto conquistado. Porém, classificado às oitavas de final da Libertadores. Questionado sobre o pedido de reforços, ele, neste momento, preferiu primeiro avaliar o elenco que tem à disposição.

"A gente acompanha quase todo elenco. Antes de falarmos em reforços, preciso ver esses atletas jogando. O Atlético teve uma preparação muito difícil na pré-temporada, 13 dias para jogar uma Libertadores. Seria injusto da minha parte apontar alguma posição para contratar", completa.

O primeiro desafio de Eduardo Baptista no comando da equipe será diante do Flamengo no domingo (28), às 16h, na Arena da Baixada. A única dúvida para o jogo será o meia Felipe Gedoz, que ainda se recupera de lesão.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…