4 jun 2017 - 17h23

Atlético tem sequência de jogos pelo Campeonato Brasileiro

Penúltimo colocado do Campeonato Brasileiro, com apenas um ponto conquistado e nenhuma vitória, após quatro rodadas, o Atlético terá um tempo para focar apenas na competição nacional. Com a próxima fase da Copa do Brasil só no fim do mês (ou no início de julho) e as oitavas de final Libertadores apenas no mês que vem, o Furacão encara, pelo menos, seis jogos do Brasileirão para se recuperar no campeonato.

O técnico Eduardo Baptista confia na recuperação do time. Ele admite que o objetivo do Furacão é novamente uma vaga na Libertadores do ano que vem. "Você tem que buscar. Temos que voltar a vencer, pontuar, subir e não se distanciar do grupo que a gente pensa, de buscar uma classificação para uma Libertadores. A gente tem que trabalhar para buscar essas vitórias que estão faltando", disse em entrevista coletiva.

O próximo desafio do Atlético será já na próxima terça-feira (6), às 20h, contra o Fluminense, no Maracanã. Eduardo Baptista lamenta a falta de tempo de treinamentos, mas acredita que o Atlético possa sair com um bom resultado do Rio de Janeiro.

"A gente tem que trabalhar, recuperar os atletas, observar nisso. Nós não temos muito tempo para treinar, mas é tentar corrigir, com vídeos, com conversas, alguma coisa no campo na segunda-feira, para corrigir e tentar ganhar", declarou.

Depois do Fluminense, o Rubro-Negro pega o Santos no próximo domingo (11), na Arena da Baixada. Joga duas rodadas seguidas fora de casa, contra Atlético-MG (14/06) e Atlético-GO (17/06). Em Curitiba, pela nona rodada, enfrenta o São Paulo (21/06). E fecha esse ciclo de jogos do Brasileiro de junho contra o Vitória (25/06), também na Arena da Baixada.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…