11 jun 2017 - 20h59

Pior do que o esperado

Não foi dessa vez que o Atlético conseguiu sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro. Em uma das piores atuações do time no torneio, a equipe perdeu para o Santos pelo placar de 2 a 0, com dois gols de Kayke, no primeiro tempo. Com o resultado, o Furacão fica no infame último lugar, lanterna da competição, com dois pontos. Antes mesmo de o apito final soar, a torcida já se levantava para ir embora do estádio e os que ficaram protestaram. O próximo compromisso é na quarta-feira, contra o Atlético-MG, no Independência.

O primeiro tempo foi da pior forma possível. O Atlético insistia em um jogo burocrático e previsível que, apesar da posse de bola, não chegava ao gol do adversário. Já o Santos conseguia acertar sua marcação sem dificuldades e se concentrava em contra-atacar. Até o meio da primeira etapa, nenhuma das equipes havia chegado com chances iminentes de gol. Aos 26 minutos, o Santos encaixou seu primeiro contra-ataque na partida e chegou ao gol com Kayke que, dentro da área, empurrou para o fundo das redes. Aos 35 minutos, em lance parecido, o atacante voltou a marcar, após receber de Bruno Henrique. O Atlético não conseguia reagir e levava sufoco nos contra-ataques santistas. Assim, terminou o primeiro tempo aos gritos de “Vergonha” vindos da arquibancada.

A segunda etapa foi um teste de paciência para o torcedor atleticano. O time retornou com o mesmo ritmo da primeira etapa e, apesar das modificações, com a entrada de mais atacantes, não conseguiu criar chances claras de gol. As únicas oportunidades apareceram quando os finalizadores do Atlético estavam impedidos, como Lucho, aos 12 minutos, e aos 20 minutos, com Grafite. O Santos, por sua vez, continuava nos contra-ataques, mas sem o mesmo ímpeto da primeira etapa. Minutos antes de o jogo acabar, a torcida já saía do estádio e o time correspondia de forma desanimadora, até o apito final do árbitro.

DESTAQUE NEGATIVO: O sistema de jogo previsível e burocrático do Atlético foi presa fácil para o contra-ataque santista.

OS GOLS

Santos – 26’/1º: Kayke – Thiago Maia invadiu a área e serviu o atacante santista que só teve o trabalho de completar o lance.

Santos – 35’/1º: Kayke – Desta vez o atacante recebeu de Bruno Henrique, após outro contra-ataque, para ampliar.

PRÓXIMOS JOGOS: Atlético Mineiro (fora), Atlético Goianiense (fora) e São Paulo (casa).

%ficha=1254%



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…

Fala, Atleticano

Foi épico

Assim, como o jogo de Santiago contra a Universidad Católica, estará para sempre na memória de qualquer atlheticano… O que aconteceu ontem na Bolívia, também..…