13 jun 2017 - 19h23

Eduardo esconde, mas deve fazer poucas mudanças no time

Depois de perder mais uma partida em casa, o Atlético está buscando se reerguer no Campeonato Brasileiro e precisa conquistar sua primeira vitória na competição. Nesta quarta-feira (14), o Furacão enfrentará o Atlético-MG no Independência, às 19:30h. Antes da partida, o técnico Eduardo Baptista deu uma entrevista pré-jogo no CT do Caju, onde falou mais sobre a equipe que entrará em campo.

Para o treinador, a base continuará a mesma e não tem por que poupar os titulares, mas que sabe que o time tem necessidades e mudanças a serem feitas. Sem abrir muito o jogo, Eduardo destacou que o setor ofensivo deve ter alteração, mas manteve em segredo como irá montar o time.

O principal será escolher o atacante. Segundo o comandante, a escolha será feita em observações do treino, com o jogador que se destacar mais. "A gente vai observar em treinamento. A gente procura um atleta que possa estar se destacando nos treinamentos, como foi o Coutinho. Principalmente à frente, para que a gente consiga fazer os gols. Ter tranquilidade e achar esse atleta que possa resolver pra gente", explicou.

Sobre o momento ruim, Eduardo disse que está tudo nos detalhes táticos, que a equipe está falhando em pontos pequenos e que irá trabalhar mais a concentração nesses momentos. Nos treinos, a novidade é a presença de Carlos Alberto, que voltou a trabalhar com a equipe, mas ainda deve ser desfalque. Matheus Anjos, garoto que foi destaque na competição pelo Paranaense também está treinando com a equipe principal e pode ser mais uma opção para o técnico no meio. Paulo Autuori também está acompanhando os treinos e conversando com Eduardo Baptista.

No próximo jogo a equipe ainda tem o desfalque do goleiro Weverton, que está na Austrália com a Seleção Brasileira. Um provável time será: Santos; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto e Lucho González; Nikão, Pablo e Douglas Coutinho (Grafite, Eduardo da Silva).



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…