23 jul 2017 - 22h05

Torcida vaia desempenho e chama treinador de “burro”

A quarta derrota do Atlético em casa no Campeonato Brasileiro foi o estopim para uma série de cobranças da torcida quanto ao fraco desempenho do time na competição – com o revés, o Rubro-Negro pode entrar na zona do rebaixamento. Neste domingo (23), na derrota por 2 a 0 para a Ponte Preta, as críticas partiram para três pilares: o time, a diretoria e o técnico Fabiano Soares, que em seu quarto jogo no clube sem nenhuma vitória – derrotas para Cruzeiro e Ponte em casa e empates com Corinthians (fora) e Botafogo (casa), ouviu o coro de “burro” das arquibancadas.

As críticas ao treinador foram mais intensas nos momentos das substituições – primeiro quando trocou Pablo por Eduardo da Silva e depois na saída de Nikão para a entrada de Felipe Gedoz. No apito final da partida, mais uma vez o torcedor protestou contra as escolhas do técnico.

Com tranquilidade, no entanto, Fabiano Soares tratou de minimizar as críticas, dizendo que fazem parte do “pacote” e acreditando que o cenário se tornará favorável com uma fórmula simples: voltar a vencer. “Está no contrato xingar mãe, o treinador. A gente está chateado porque não ganhou, mas não fomos capazes de ganhar o jogo. Quando a torcida reclama, ela tem razão. Eu aceito sem problema nenhum”, afirmou.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…