23 jul 2017 - 20h52

Triste rotina…

Não está fácil, torcedor rubro-negro. A mítica do Caldeirão está cada vez mais distante e o domínio atleticano em seus domínios hoje até parece uma pueril ilusão. Em mais uma atuação apática, o time de Fabiano Soares foi derrotado por 2 a 0 pela Ponte Preta em plena Arena da Baixada.

A mesma história de sempre…

Com chance de subir algumas posições na tabela, o Atlético entrou em campo com uma postura agressiva e tentou tomar as rédeas do jogo fazendo pressão no primeiro tempo. O estreante Ribamar teve chances de marcar, sobretudo em bolas alçadas na área que pareciam ser a única jogada ofensiva do Furacão. A Macaca, por sua vez, jogava no contra-ataque e não levou perigo nenhum à meta de Weverton.

Mas a falta de criatividade do Rubro-Negro custou caro, mais uma vez. Depois de exercer uma pressão estéril na primeira etapa, o time de Fabiano Soares foi surpreendido com um gol da Ponte logo aos 6’/2º. Foi o balde de água fria que faltava para que a desorganização da equipe ficasse ainda mais evidente. Com as alterações promovidas pelo treinador, o Atlético até tentou reagir, mas pecava nas finalizações e via o tempo passar sem conseguir marcar. Já nos acréscimos, a pá de cal: pênalti para a Ponte Preta aos 49’/2º, convertido por Lucca, o artilheiro da noite.

Com mais um revés dentro de casa, o quarto em oito jogos disputados, o Rubro-Negro corre o risco de entrar novamente na zona do rebaixamento no fechamento da rodada. Nesta segunda (24), se o São Paulo vencer o Grêmio, no Morumbi, deixa o Furacão para trás.

%ficha=1266%



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Próximo treinador

Apenas para manifestar minha preocupação com relação à notícia publicada no decorrer da semana dando conta de possível interesse do Athletico na contratação de Roger…