28 jul 2017 - 2h08

Jogadores avaliam a eliminação atleticana

Depois de sofrer mais uma derrota dentro de casa e acabar eliminado da Copa do Brasil, o Atlético volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro (em que ocupa uma posição complicada na tabela) e a Libertadores da América (em que precisa reverter a vantagem do Santos, fora de casa, para seguir na competição). Sem vencer há oito jogos, a equipe de Fabiano Soares está sendo muito cobrada por bons resultados.

Após a eliminação pelo Grêmio, Felipe Gedoz, autor do segundo gol atleticano na Arena, comemorou o fato de ter voltado a atuar por 90 minutos e também a marcação do gol, mas lamentou a derrota que tirou o Rubro-Negro da competição:

"Estou feliz por ter voltado e jogar 90 minutos depois de um período fora. Eu me preparei muito para isso. Deu para notar um pouco dentro de campo a minha vontade de jogar e buscar o jogo", disse.

Ele não se furtou, porém, de comentar o péssimo momento da equipe, afirmando que a fase ruim vai passar e que é preciso estudar os erros para não repeti-los na sequência da temporada:

"Quem está aqui dentro tem que estar preparado. São momentos, mas tudo passa. Nossa equipe tem muito a mostrar. Temos que continuar trabalhando e estudando os erros para tentar não voltar a cometê-los daqui para a frente", avaliou.

Outro que falou sobre o desempenho da equipe foi o goleiro Weverton. Titular absoluto e capitão do time, o arqueiro do Atlético e da Seleção Brasileira lamentou que erros individuais prejudiquem ainda mais o time em busca da recuperação, mas cobrou tranquilidade e mostrou esperança de que a situação se reverta:

"Lutamos, acho que até fizemos um bom jogo durante o primeiro tempo, infelizmente erros individuais bobos que cometemos… acho que a equipe paga caro. Quando a fase é ruim, você não pode errar. O segundo gol do Grêmio, o cara chutou tudo errado, deu quase de canela, a bola subiu e entrou. Então quando a fase é ruim, é assim. Então a gente tem que ter tranquilidade neste momento e saber que fase boa passa, você tem que aproveitar o máximo que puder a fase boa. E a ruim também, dói para caramba. A gente está sofrendo muito, mas vai passar também. Então a gente tem que ter paciência, sabe que as cobranças são grandes, mas a gente tem convicção que vai passar. Então vamos ter tranquilidade, saber encarar as cobranças, que elas são aprendizado para a gente. Tudo é aprendizado, amadurecimento, mas eu tenho certeza que vai passar", disse.



Últimas Notícias

Notícias

Sem tempo a perder

Depois da derrota pela partida de ida pelas semi-finais da Copa do Brasil, o Athletico junta os cacos e se prepara para voltar a atuar…