10 ago 2017 - 23h44

Balde d’água fria!

O Furacão amassou o Santos, teve, pelo menos, quatro chances claras para abrir o placar, mas não conseguiu vencer e foi desclassificado da Libertadores. O Atlético ainda acabou derrotado por 1 a 0, na noite desta quinta-feira (10), na Vila Belmiro. O gol da vitória do Peixe foi marcado pelo atacante Bruno Henrique, aos 32 minutos do segundo tempo.

O Atlético agora volta suas atenções para o Campeonato Brasileiro. O time enfrenta o Bahia no próximo domingo (13), às 19h, na Arena da Baixada, pela 20ª rodada.

Furacão domina, mas não consegue balançar as redes

O Furacão dominou a partida. A equipe do técnico Fabiano Soares adiantou a marcação e não deu espaços para o time paulista jogar. Além disso, o Atlético bombardeou o goleiro Vanderlei, mas a noite foi do arqueiro santista.

Aos 24 minutos, Paulo André cabeceou livre e o goleiro espalmou para escanteio. Guilherme também parou em Vanderlei. E, quando o time conseguiu furar o goleiro, Lucas Veríssimo conseguiu salvar o Santos em cima da linha, após um chute de Sidcley. Weverton só trabalhou em um chute fraco de Copete, já aos 44′ da etapa inicial.

No segundo tempo, o Atlético continuou com o domínio e jogava pressionando o Santos. A grande chance do Rubro-Negro veio de uma cabeçada do lateral-direito Jonathan, que ficou na trave, aos 27′. Sidcley também arriscou de longe, mas a bola não queria mesmo entrar.

Já a do Peixe entrou no único contra-ataque. Aos 32′, após cruzamento de Lucas Lima, o atacante Bruno Henrique chegou frente a frente com Weverton e não desperdiçou, dando a vitória e garantindo classificação ao Santos. Após o gol, o Furacão seguiu lutando, mas acabou eliminado da Libertadores.

Postura da equipe: O Furacão teve uma postura perfeita, tanto ofensivamente, como defensivamente. O time sufocou o Santos e não deu espaços para o Peixe atacar.

Acertar o pé: Apesar de Vanderlei estar em noite inspirada, o Furacão precisa acertar o pé e não desperdiçar as chances criadas. Contra o Santos, foram, pelo menos, quatro oportunidades claras, que pararam no goleiro adversário ou na trave.

O GOL:
1×0 – 32’/2º: Bruno Henrique – Lucas Lima cruzou para o atacante, que chegou antes de Fabrício e bateu na saída de Weverton.

PRÓXIMOS JOGOS: Bahia (casa) e Grêmio (fora).

%ficha=1271%



Últimas Notícias

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…

Notícias

A evolução do Athletico

É inegável a evolução do rubro-negro. Desde a mudança no comando técnico, o Furacão vem evoluindo a cada jogo. Atualmente acumula quatro vitórias consecutivas. Além…