13 ago 2017 - 22h16

“Não pensamos em Libertadores e sim jogo a jogo”, diz Soares

Em quatro rodadas, muita coisa mudou no Atlético Paranaense. Se na 16ª rodada do Brasileirão, o time estava na zona do rebaixamento, bastou uma sequência de quatro vitórias – sobre Vasco e Palmeiras fora e Avaí e Bahia na Arena – que o clube decolou na tabela e agora ocupa a 6ª posição, com 29 pontos, na zona de classificação para a Libertadores.

Apesar da arrancada fulminante, o técnico Fabiano Soares prefere manter o discurso de pés no chão, sem focar numa possível classificação para a competição internacional no próximo ano. “Vamos focar no Grêmio em um campo difícil. Não vamos pensar mais a frente e depois no final vamos fazer um balanço para vermos se fomos capazes de ficar lá em cima. Não vamos pensar em Libertadores e sim jogo a jogo”, afirmou.

Comandante da recuperação atleticana, Soares comemora principalmente a assimilação do time pela sua forma de trabalho e credita também ao fator “sorte da bola entrar” os bons resultados recentes. “O grupo vai assimilando o trabalho, confiando nas minhas ideias. Os jogadores vão ganhando confiança e arriscando”, disse, acrescentando: “Eu tenho UEFA Pro, mas isso não serve para nada. Estou tendo sorte da bola entrar também”.

Neste domingo, Soares teve três baixas na escalação do time – Lucho e Paulo André desfalcaram a equipe e Sidcley, que não estava 100%, ficou no banco de reservas e entrou no segundo tempo. No entanto, mesmo com os desfalques, o treinador comemorou a regularidade na atuação de seus comandados. “Eu treino a equipe titular e reserva no mesmo sistema, para que quando entre funcione. Enquanto a gente continuar jogando como equipe, simples, vamos conseguir evoluir”, finalizou.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…