3 dez 2017 - 19h59

Adeus, Weverton!

Um dos principais jogadores do Atlético na última década não apareceu no jogo deste domingo (03), contra o Palmeiras, vencido por 3 a 0 pelo Furacão. Não só isso: ele não deve mais aparecer no clube nas próximas temporadas. O goleiro Weverton, campeão paranaense e vice da Copa do Brasil com o Furacão, e olímpico com a Seleção Brasileira, encerra um ciclo dentro do Atlético e deve seguir para o próprio Palmeiras no ano que vem.

Weverton não foi nem relacionado para a partida contra o Palmeiras, que, segundo informações da imprensa paulista, já está apalavrado com o jogador, faltando assinar contrato. No seu lugar, Santos entrou em campo pelo Atlético. Weverton tinha contrato até maio do ano que vem com o Atlético, mas já podia assinar um pré-contrato com outra equipe.

Dentro do Atlético, Weverton foi uma figura importante. O jogador chegou em 2012 e enfrentou alguns maus bocados: teve um mau início da Série B naquele ano, mas foi um dos líderes da equipe que, jogando no Ecoestádio, subiu para a primeira divisão. No ano seguinte, Weverton foi destaque da Copa do Brasil, onde o Atlético foi vice-campeão. O goleiro também esteve presente nas campanhas da Libertadores de 2014 e deste ano. Seu único título no Furacão foi no Paranaense do ano passado, mas representou o clube quando conquistou a primeira medalha de ouro da Seleção Brasileira em uma Olimpíada, também em 2016, quando pegou um pênalti na decisão contra a Alemanha.

Uma das principais qualidades do atleta, dentro do Atlético, foi a liderança, o carisma com a torcida e, dentro de campo, grande reflexo e defesas de pênalti. Apesar de tudo, o atleta não foi bem neste ano e perdeu espaço na Seleção Brasileira. Para os atleticanos, resta se despedir e desejar boa sorte para o “W12”.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Temos que repensar

Como sempre gosto de acompanhar às notícias sobre o CAP, e li que o uruguaio recém contratado, não será aproveitado neste ano no CAP. Então…

Notícias

Em busca dos pontos perdidos

A tabela do Campeonato Brasileiro e o sorteio das chaves tanto da Copa Brasil como da Taça Libertadores da América acabaram criando um cenário curioso…

Opinião

Só a vista por amor

Sou chato. Costumo dizer que já sou um velho faz uns vinte anos (e com o tempo só piora). Assim como boa parcela da torcida…