3 abr 2019 - 0h44

Tiago Nunes: “Essa noite será lembrada por muitos anos como uma noite mágica”

O técnico Tiago Nunes comemorou a vitória por 3 a 0 sobre o Boca Juniors nesta terça-feira (2/4) como um feito histórico do Athletico e do futebol brasileiro.

Confira as principais declarações do treinador na entrevista coletiva após a vitória que garantiu a liderança do Grupo G ao Furacão:

ALGO EXTRAORDINÁRIO

“Quero fazer um grande agradecimento ao nosso torcedor, que fez uma grande festa. Tenho certeza que essa noite será lembrada por muitos anos como uma noite mágica para o futebol paranaense e brasileiro. Hoje a gente conseguiu fazer algo extraordinário. Estou muito feliz e quero dedicar aos atletas”

PRIMEIRO GOL MUDOU O JOGO

“A gente foi cirúrgico. A gente teve dificuldades naturais no início, mas a gente foi construindo nossos espaços, conseguimos fazer o primeiro gol e isso mudou o panorama do jogo. Aí a gente dominou o jogo e conseguiu fazer o segundo e o terceiro”

TROCA DE TOMÁS POR LUCHO

“Decisão difícil porque o Tomás vinha jogando muito bem. A gente pensou muito sobre essa questão da substituição, mas a característica do jogo nos pedia isso. O Tomás é um meia mais tradicional, de tocar muito na bola. A gente precisava de um jogador que tocasse menos na bola, mas acelerasse o jogo. O Lucho participou das jogadas importantes. Sem falar da questão comportamental, é um dos nossos capitães, é um dos jogadores mais vencedores do futebol argentino”

MATURIDADE DA EQUIPE

“A equipe se portou muito bem. A característica dos jogadores que estavam em campo, conseguimos achar uma mescla de juventude e maturidade, entre circulação e posse de bola, e acho que a maturidade da equipe se mede quando ela sabe se portar dentro jogo. Tivemos um momento difícil, mas nem por isso a gente sucumbiu. A gente teve a capacidade de saber  sofrer, de resistir e a partir daí os atletas se posicionaram em campo e as coisas foram acontecendo. O repertório passa muito pela maturidade, mas depende muito de os próprios atletas se organizarem dentro de campo.



Últimas Notícias

Notícias|Opinião

Até o fim

No dia 10 de maio de 2005, o Athletico sofria uma das piores goleadas da história jogando dentro de seus domínios. Na Arena da Baixada,…