6 abr 2019 - 19h10

Rafael Guanaes: “A gente está com muita fome de ser campeão”

O discurso de Rafael Guanaes não nega: o título paranaense é uma obsessão do treinador atleticano.

Na coletiva após a vitória sobre o Rio Branco por 3 a 0, o técnico falou por três vezes que está com “fome de ser campeão”. Reconheceu que este não é o principal objetivo da equipe de Aspirantes, mas fez questão de destacar que está é uma meta.

“O dever não está cumprido. Eu quero muito ser campeão. E não por nada, mas por estar num esporte competitivo. Eu espero que na quarta-feira a gente esteja numa noite muito feliz, para a gente chegar numa final e com fome de ser campeão”, afirmou Rafael.

Adversário

Questionado sobre a preferência entre Coritiba e Londrina na final da Taça Dirceu Krüger, o técnico adotou a resposta clássica: quem quer ser campeão não pode escolher adversário.

“Não tem como escolher. A única certeza que a gente tem é que vem um adversário muito difícil. O jogo contra o Coritiba no primeiro turno tivemos supremacia completa, mas não conseguimos ser tão eficientes. E esse último jogo (contra o Londrina), eu também considero uma derrota de aprendizado. O importante é que a gente está com muita fome de ser campeão”, resumiu.

Experiência

Em um momento de sinceridade, o técnico revelou que sentiu o impacto de dirigir um clube do porte do Furacão – o que talvez tenha repercutido na má campanha do início do Estadual.

“No primeiro turno, foi muita adaptação. Para mim, vindo de uma equipe pequena do interior, foi todo muito novo para mim, foi um aprendizado para todos. Justamente por termos apanhado bastante no primeiro turno, a gente conseguiu aprender. Temos que muitas vezes perder para conseguir ganhar. Foi isso que aconteceu no primeiro turno. Depois, tivemos tempo para conseguir organizar algumas ideias”, explicou.



Últimas Notícias

Notícias|Opinião

Até o fim

No dia 10 de maio de 2005, o Athletico sofria uma das piores goleadas da história jogando dentro de seus domínios. Na Arena da Baixada,…