O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
31 maio 2019 - 16h16

Não é hora de caça às bruxas

SUCUMBIMOS

Infelizmente perdemos, não para qualquer time, perdemos para o melhor time da América do Sul, atualmente não existe time melhor que o River, tentamos jogar no primeiro tempo.

Tomamos o primeiro gol e o time “arriou os quatro pneus”..

OBS: Foi pênalti do Lucho, Sim!!!

TRISTEZA & ORGULHO

O jogo terminou com uma mistura de sentimentos, de tristeza pelo resultado e saber que o time atleticano, tinha bola para ganhar do “El Mas Grande” da Argentina e que botou o time de Belgrano não de Nuñes na Roda dentro da Baixada, mas, acredito que 90 % da torcida rubro negra, sabia que 1×0 aqui dentro, tinha sido pouco, pelo que foi o jogo e principalmente pelo ambiente que iria ser criado para a volta.

Fica o orgulho de ver o clube, que não foi valorizado pela mídia do eixo, que nada falou sobre a final e nem se quer transmitiu o jogo na TV, estar jogando uma final internacional contra o poderoso River Plate, levando sua marca para o continente, fica o orgulho dos nossos jogadores correndo e honrando os versos de nosso hino, até jogadores experientes que ganharam tudo na vida, como Lucho Gonzales, o melhor em campo ontem.

Temos que aprender a valorizar algumas coisas, o segundo lugar as vezes não é ruim, às vezes demonstra a grandeza de alguns campeões, como o de Tiago Nunes, em reconhecer a derrota, admitir que o time do River e Gallardo foram melhores e ao mesmo tempo sentir orgulho de seu trabalho e defender seu elenco.

Ainda teremos um ano vasto pela frente e temos carências, um meia de criação, e ao menos dois zagueiros, que cheguem para jogar e não apenas compor elenco.

Fica o orgulho da nossa torcida, pessoas que se sacrificaram financeiramente e foram por vários meios para a Argentina duas vezes para ver o furacão, pessoas de várias idades, idosos, crianças , mulheres que foram representar milhares de rubro negros no Brasil, dentro da Argentina, e que ao final ainda tiveram que esperar uma hora e meia após o termino do jogo, para sair do estádio mas mesmo assim, enfrentaram o frio e chuva e apoiaram o time.

TEORIA DO “SE”

Agora surgem as teorias, belas teorias, Se o Tiago Nunes não tivesse poupado no Brasileiro, se tivesse colocado esse ou aquele jogador.. O momento não é Caça as Bruxas, ou de “pedir a cabeça” do técnico ou aposentar jogadores, o momento é apoiar o time..

As derrotas doem, sim e como doem, essa doeu em mim mais que a de 2005 na Final da Libertadores, mas as derrotas ensinam a saber perder a valorizar o adversário e acima de tudo a ver que não está tudo errado, e que podemos melhorar para quem sabe em breve comemorar algo maior no futuro..



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Temos que repensar

Como sempre gosto de acompanhar às notícias sobre o CAP, e li que o uruguaio recém contratado, não será aproveitado neste ano no CAP. Então…

Notícias

Em busca dos pontos perdidos

A tabela do Campeonato Brasileiro e o sorteio das chaves tanto da Copa Brasil como da Taça Libertadores da América acabaram criando um cenário curioso…