O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
31 maio 2019 - 16h23

Triste, mas orgulhoso

Em três parágrafos um colunista esportivo disse uma grande verdade e no quarto um meia verdade.

Primeira verdade – “Esse argumento, que vai ser usado pelo discurso oficial, não me sensibiliza. A verdade é que o Athlético não se preparou para a temporada mais nobre da sua história. Considerado o novo rico do futebol brasileiro, não investiu no futebol. A sua torcida foi enganada e iludida. ”.

Segunda verdade – “O resumo dessa prova escancarou-se em Núñez. Quando sofreu o gol de pênalti do River, com Fernandez, obrigou-se a sair em busca do empate com Rony, Léo Cittadini e Cirino. E, quando teve que se defender do contra-ataque de Pratto, oferecia Paulo André e Jonathan, já derrubados pela natureza. ”.

Terceira verdade – “Mas, o mais grave não pode ser esquecido. Quando o treinador Tiago Nunes conseguiu arrumar a zaga e o meio, a diretoria tratou de desmanchá-los, ao não fiscalizar a manipulação de um remédio, que já tem o rótulo de uso proibido. ”.

Quarta, uma meia verdade – “Pode ser que alguém já tenha culpado Tiago Nunes por ter recuado o time. É uma injustiça culpar o treinador, quando ele tem à disposição um Furacão que se resume a Léo Pereira, Renan Lodi, Lucho González e Bruno Guimarães e tem como opções de banco Cirino e a sua tropa. Explica-se a falta de força mental depois do primeiro gol argentino. “.

Digo meio verdade, pois, se o time recua como no jogo contra o Flamengo e perde o jogo nos minutos finais como ontem na Argentina, tem meia culpa como admitiu ou não, mas, temos que ver o condicionamento físico destes jogadores que não conseguem aguentar noventa minutos ou mais. Tem que observar porque nos minutos finais o time desaba em campo este ano. Se for por falta de preparo, temos que rever o planejamento para melhorar a situação ou porque já temos jogadores no elenco com a data de validade ultrapassada ela idade.

Foi triste ontem em Buenos Aires, espero, principalmente que isso seja um aprendizado para o Petráglia, que insiste em achar cabelo em ovo no futebol, e não contratar jogadores qualificados e competentes para disputa de títulos como este. Não culpo os jogadores que aqui estão, pois, temos alguns que são importantes e jogam muito, e faço um adendo no comentário do nobre colunista esportivo, Marco Ruben, é uma grande contratação que aconteceu este ano e até nem tanto culpo o técnico por derrotas como esta, mas, as atitudes arrogantes de nossos dirigentes que ganharam um falido ruralzão com um time mesclado por jovens jogadores e talentosos, com jogadores renegados do grupo principal. Muito pouco para uma magnífica temporada.

E nada mais a comentar. Só espero que consigam se recuperar no campeonato brasileiro e se classificarem para as próximas fases na Copa do Brasil e Libertadores. E só pode ocorrer se haver contratações de peso como quer o Tiago Nunes, se não, é isso, sonhar e sonhar em um dia conquistar grandes títulos. Mas parabenizo pelo que já fizeram, infelizmente falta muito para a gente bater de igual para igual com times do nível do River Plate.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Temos que repensar

Como sempre gosto de acompanhar às notícias sobre o CAP, e li que o uruguaio recém contratado, não será aproveitado neste ano no CAP. Então…

Notícias

Em busca dos pontos perdidos

A tabela do Campeonato Brasileiro e o sorteio das chaves tanto da Copa Brasil como da Taça Libertadores da América acabaram criando um cenário curioso…