13 jun 2019 - 22h04

Nada de novo: Athletico amarga mais uma derrota longe de casa

Jogando em Goiânia, o Athletico acumulou mais um revés, em partida válida pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Furacão teve como principal alteração em relação à partida anterior a volta de Marco Ruben. Abner e Bruno Nazário foram as outras novidades no time que iniciou o jogo.

O Furacão, que buscava sua primeira vitória fora de casa, lançou-se à frente; mas logo aos 5 minutos, depois de contra-ataque, sofreu o primeiro gol. Após escanteio e auxílio do VAR, o Goiás ampliou, em falha da defesa atleticana, aos 34 minutos. No 2º tempo, o Athletico pouco ameaçou a meta esmeraldina. Os mandantes administraram o resultado com tranquilidade chegando a carimbar a trave rubro-negra. No final do jogo, o Athletico ainda descontou em gol contra de Rafael Vaz. Com o resultado, Furacão permanece com 10 pontos, agora na décima terceira colocação.

Confira como foi o jogo:

1º Tempo

O primeiro ataque aconteceu logo aos 2 minutos: Giovanni Augusto chutou e Santos defendeu.

No lance seguinte, Marco Ruben pegou sobra na área e bateu cruzado para grande defesa do goleiro esmeraldino, que espalmou para escanteio.

Aos 5 minutos, em rápido contra-ataque, Kayke aproveitou os espaços no campo defensivo rubro-negro, finalizou de longe e contou com falha de Santos para abrir o marcador.

Em cobrança de falta, Bruno Nazário, com 15 minutos de jogo, levantou bola na área e ela passou com perigo ao lado do gol de Tadeu.

Logo depois, Abner infiltrou pela esquerda e cruzou rasteiro, mas a zaga afastou.

Aos 23, Bruno Nazário bateu cruzado, Tadeu fez defesa milagrosa e Lucho pegou o rebote – de frente pro gol, ele perdeu grande chance de empatar.

A resposta veio rápida e após outro contra-ataque, Yago acertou a trave rubro-negra em chute cruzado.

Jogo movimentado e aberto. E foi o time da casa, mais eficiente, que balançou de novo as redes depois de cobrança de escanteio – Leandro Barcia cabeceou e ampliou. O lance havia sido anulado – por impedimento – pelo auxiliar, mas após revisão, o VAR confirmou o gol, aos 34 minutos.

Tiago Nunes mexeu pela primeira vez ao fim da primeira etapa, trocando Madson por Jonathan.

Aos 48, o Goiás teve chance de ampliar novamento com Barcia, em perigoso chute que saiu pela linha de fundo.

2º Tempo

Marcelo Cirino começou a segunda etapa no lugar de Lucho.

Giovanni Augusto, em cabeçada, exigiu grande defesa de Santos, aos 4 minutos.

Em mais um lance perigoso, Giovanni Augusto, aos 9 minutos, finalizou de fora da área à direita da meta atleticana, após erro de Wellington.

O Athletico chegou com mais perigo somente aos 22 minutos, mas Marco Ruben cabeceou para defesa de Tadeu.

O Goiás parou mais uma vez na trave de Santos após cobrança de falta e desvio de Marlone.

Aos 35, Jonathan cruzou rasteiro da direita e Rony desviou para defesa salvadora de Tadeu.

Renatinho, logo em seguida, chutou forte para fora do gol.

Com 39 minutos, foi a vez do Athletico acertar o travessão do Goiás, em forte chute de longe de Bruno Nazário.

Aos 46, Kayke, sozinho e de frente para o gol, chutou na saída de Santos e mandou pela linha de fundo, desperdiçando ótima chance.

Na sequência, no último lance da partida, Rony arriscou de fora da área, Rafael Vaz tentou fazer o corte, mas acabou mandando contra a própria meta, diminuindo para o Furacão.

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro 2019 – 13/06/2019 – Goiás 2 x 1 Athletico

L: Serra Dourada; A: Rodrigo de Miranda (RJ); H: 20h00; CA: Rony (CAP), Jefferson (GOI), Wellington (CAP), Bruno Guimarães (CAP); CV: não houve; G: Kayke (5’ 1T), Barcia (34’ 1T) Rafael Vaz (contra – 46’ 2T).

Athletico: Santos; Madson (Jonathan), Paulo André, Léo Pereira, Abner; Wellington (Nikão), Lucho (Marcelo Cirino), Bruno Guimarães; Bruno Nazário, Rony e Marco Ruben; TC: Tiago Nunes.

Goiás: Tadeu; Daniel Guedes, Rafael Vaz, Yago; Jefferson; Yago Felipe (Gilberto), Geovane, Giovanni Augusto (Marlone); Michael (Renatinho), Kayke e Leandro Barcia; TC: Claudinei Oliveira.

Próximos confrontos

O Athletico volta a campo somente em Julho, no dia 10, em jogo de ida válido pelas quartas de final da Copa do Brasil, contra o Flamengo, na Arena. Pelo Brasileirão (10ª rodada), o Furacão recebe o Internacional no dia 14/07.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Furacão na berlinda

Falta comando e cobrança no futebol, o time é preguiçoso e descomprometido. Também falta planejamento, ficam os três primeiros meses sem jogar e consequentemente chegam…