13 jun 2019 - 22h04

Nada de novo: Athletico amarga mais uma derrota longe de casa

Jogando em Goiânia, o Athletico acumulou mais um revés, em partida válida pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Furacão teve como principal alteração em relação à partida anterior a volta de Marco Ruben. Abner e Bruno Nazário foram as outras novidades no time que iniciou o jogo.

O Furacão, que buscava sua primeira vitória fora de casa, lançou-se à frente; mas logo aos 5 minutos, depois de contra-ataque, sofreu o primeiro gol. Após escanteio e auxílio do VAR, o Goiás ampliou, em falha da defesa atleticana, aos 34 minutos. No 2º tempo, o Athletico pouco ameaçou a meta esmeraldina. Os mandantes administraram o resultado com tranquilidade chegando a carimbar a trave rubro-negra. No final do jogo, o Athletico ainda descontou em gol contra de Rafael Vaz. Com o resultado, Furacão permanece com 10 pontos, agora na décima terceira colocação.

Confira como foi o jogo:

1º Tempo

O primeiro ataque aconteceu logo aos 2 minutos: Giovanni Augusto chutou e Santos defendeu.

No lance seguinte, Marco Ruben pegou sobra na área e bateu cruzado para grande defesa do goleiro esmeraldino, que espalmou para escanteio.

Aos 5 minutos, em rápido contra-ataque, Kayke aproveitou os espaços no campo defensivo rubro-negro, finalizou de longe e contou com falha de Santos para abrir o marcador.

Em cobrança de falta, Bruno Nazário, com 15 minutos de jogo, levantou bola na área e ela passou com perigo ao lado do gol de Tadeu.

Logo depois, Abner infiltrou pela esquerda e cruzou rasteiro, mas a zaga afastou.

Aos 23, Bruno Nazário bateu cruzado, Tadeu fez defesa milagrosa e Lucho pegou o rebote – de frente pro gol, ele perdeu grande chance de empatar.

A resposta veio rápida e após outro contra-ataque, Yago acertou a trave rubro-negra em chute cruzado.

Jogo movimentado e aberto. E foi o time da casa, mais eficiente, que balançou de novo as redes depois de cobrança de escanteio – Leandro Barcia cabeceou e ampliou. O lance havia sido anulado – por impedimento – pelo auxiliar, mas após revisão, o VAR confirmou o gol, aos 34 minutos.

Tiago Nunes mexeu pela primeira vez ao fim da primeira etapa, trocando Madson por Jonathan.

Aos 48, o Goiás teve chance de ampliar novamento com Barcia, em perigoso chute que saiu pela linha de fundo.

2º Tempo

Marcelo Cirino começou a segunda etapa no lugar de Lucho.

Giovanni Augusto, em cabeçada, exigiu grande defesa de Santos, aos 4 minutos.

Em mais um lance perigoso, Giovanni Augusto, aos 9 minutos, finalizou de fora da área à direita da meta atleticana, após erro de Wellington.

O Athletico chegou com mais perigo somente aos 22 minutos, mas Marco Ruben cabeceou para defesa de Tadeu.

O Goiás parou mais uma vez na trave de Santos após cobrança de falta e desvio de Marlone.

Aos 35, Jonathan cruzou rasteiro da direita e Rony desviou para defesa salvadora de Tadeu.

Renatinho, logo em seguida, chutou forte para fora do gol.

Com 39 minutos, foi a vez do Athletico acertar o travessão do Goiás, em forte chute de longe de Bruno Nazário.

Aos 46, Kayke, sozinho e de frente para o gol, chutou na saída de Santos e mandou pela linha de fundo, desperdiçando ótima chance.

Na sequência, no último lance da partida, Rony arriscou de fora da área, Rafael Vaz tentou fazer o corte, mas acabou mandando contra a própria meta, diminuindo para o Furacão.

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro 2019 – 13/06/2019 – Goiás 2 x 1 Athletico

L: Serra Dourada; A: Rodrigo de Miranda (RJ); H: 20h00; CA: Rony (CAP), Jefferson (GOI), Wellington (CAP), Bruno Guimarães (CAP); CV: não houve; G: Kayke (5’ 1T), Barcia (34’ 1T) Rafael Vaz (contra – 46’ 2T).

Athletico: Santos; Madson (Jonathan), Paulo André, Léo Pereira, Abner; Wellington (Nikão), Lucho (Marcelo Cirino), Bruno Guimarães; Bruno Nazário, Rony e Marco Ruben; TC: Tiago Nunes.

Goiás: Tadeu; Daniel Guedes, Rafael Vaz, Yago; Jefferson; Yago Felipe (Gilberto), Geovane, Giovanni Augusto (Marlone); Michael (Renatinho), Kayke e Leandro Barcia; TC: Claudinei Oliveira.

Próximos confrontos

O Athletico volta a campo somente em Julho, no dia 10, em jogo de ida válido pelas quartas de final da Copa do Brasil, contra o Flamengo, na Arena. Pelo Brasileirão (10ª rodada), o Furacão recebe o Internacional no dia 14/07.



Últimas Notícias

Notícias

De novo a dupla Fla x Flu

Há jogos que mesmo não sendo decisivos acabam sendo marcantes. Lógico que uma final, uma partida que valha vaga para uma fase aguda de uma…

Notícias

Adeus, professor Vadão

Hoje (25) à tarde faleceu Oswaldo Alvarez, o Vadão, que estava internado tratando um câncer no fígado. A notícia vem logo após um domingo nostálgico…

Memória

2002 COM MUITA PAZ

Na tarde do dia 23 de Dezembro de 2001, o Furacão conquistava o seu primeiro título nacional! A partida final, em São Caetano do Sul,…