O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
29 jun 2019 - 11h47

Limpeza geral, corretiva ou paliativa?

Pelo visto as coisas lá pelas bandas do CAT estão pegando fogo. Quando estourou a bomba do doping do Thiago Heleno e Camacho, o MCP demitiu de imediato o nutricionista, depois de um tempo, agora foi a vez de médicos e preparadores físicos, mas, a situação dos responsáveis pela presepada, não fica somente em cima dos profissionais demitidos.

Temos que observar que estas falhas podem também serem das pessoas que compram este material para o clube, as pessoas do administrativos que são encarregadas pelos suprimentos do clube, ou seja, desde a alimentação até os matérias esportivos. Que pode ser um erro por desconhecimento técnico e informação ou por falta de comprometimento com o clube.

Talvez se tenha que reavaliar todo o conjunto que compõem a administração do clube e daí começar do zero. Rever onde estavam acontecendo os erros, pois, para mim, demitir por demitir é uma solução simplista e não corrigi o erro, só coloca um pano quente e mais nada.

O erro foi grave, prejudicou a carreira de dois atletas, manchou o nome do clube, fez com que o dirigente MCP, fosse à público, dizer que a culpa é do clube e não dos jogadores e que iria investigar os fatos e punir os culpados.

Só que, demitir não é a solução finalística e sim paliativa. A solução finalística é uma revisão em todos os setores do clube, ver os que realmente são comprometidos com suas obrigações e os que estão só pelo ganho salarial.

Digo isso, porque a satisfação pessoal de trabalhar em um lugar que gosta e faz o que gosta, erros como estes podem ser evitados, já o contrário, as pessoas não estão muito se importando com o resultado e sim com o seu ganho no final do mês.

Parece ser meio utópico da minha parte dizer isso. Só que trabalhar com prazer é muito melhor que trabalhar por obrigação. O prazer nos dá alegria e obrigação é somente o cumprimento de uma tarefa e nada mais.

É como se fala nos meios de segurança empresarial, “antes prevenir do que corrigir”, e agora temos que corrigir o erro, pois não prevenimos por falta de fiscalização. Está é a verdade, o resto é ação paliativa que corrigir, mas, não conserta o erro, só a prevenção corrigi um futuro erro.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Faltou categoria

Em uma partida equilibrada na primeira etapa, onde o Athletico poderia ter tido uma melhor sorte e não ter saído com um placar adverso, não…