O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
4 jul 2019 - 18h24

Mais chance aos “aspirantes”

Parabenizo a todos os dirigentes e comissões técnicas de todas as categorias do Furacão, pois temos pratas da casa fazendo bonito no profissional. Só lamento o Athlético não ter imitado o Palmeiras, quando o City quis levar Gabriel Jesus no meio da nossa temporada. Como o Palmeiras queria o título brasileiro, vendeu o atleta mas com a condição de só liberá-lo no final do segundo semestre. Acertaram em cheio (foram campões naquele ano). Será que isso não foi tentado com o Lodi?

Estranhei a ausência de oportunidades para Vitinho, Jaderson e Poveda no time principal, no primeiro semestre, principalmente nos jogos em que os titulares foram poupados. Em 2018, Lodi, Bruno Guimarães e Léo Pereira ficavam no banco e foram entrando aos poucos, ganhando confiança.

Penso que os atletas mencionados acima (e até outros que não conheço, das categorias de base) devem ter maior oportunidade neste semestre, para, pelo menos, estarem prontos para 2020.

Lamento que o Furacão abriu mão de um excelente jogador como o João Pedro, um meio-campista que toca bem a bola, faz lançamentos, inversões de jogo e finaliza bem à meia e à longa distância.

Em todos os grandes Athleticos, tivemos jogadores com essas características (Souza e Gabiru em 2001 – embora Gabiru não fosse exímio finalizador, era um motorzinho no meio-campo; Jadson em 2004; Fabrício na Libertadores de 2005; Paulo Baier na Copa do Brasil de 2013; e Raphael Veiga em 2018).



Últimas Notícias

Notícias

Adeus, professor Vadão

Hoje (25) à tarde faleceu Oswaldo Alvarez, o Vadão, que estava internado tratando um câncer no fígado. A notícia vem logo após um domingo nostálgico…

Memória

2002 COM MUITA PAZ

Na tarde do dia 23 de Dezembro de 2001, o Furacão conquistava o seu primeiro título nacional! A partida final, em São Caetano do Sul,…