O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
22 jul 2019 - 10h54

Ano do futebol – bem-vindo ao Club Athletico Paranaense

Olá amigos, a convite do amigo Rodrigo Linhares, escrevo pela primeira vez para falar do nosso clube. Vivo o CAP desde 1987, quando tinha apenas 3 para 4 anos quando cheguei nas escolinhas de futsal, corri muito pela rampa e arquibancadas do Joaquim Américo, vi muita coisa e aprendi a amar este clube, não pelos grandes elencos mas sim por uma fanática torcida.

Em 1999, estava na Inauguração da nossa nova Arena, após passearmos por Pinheirão durante um bom tempo. O estádio estava lindo e cheio, a festa ensurdecedora, porém, 20 anos após isso, após longas promessas de que o futuro era logo ali, chegamos no ano de 2019, onde seria o ANO DO FUTEBOL. Porém, após uma pausa para a Copa América, tivemos a venda do polivalente e futuro selecionável do Brasil, Renan Lodi. A apreensão dos torcedores era saber quem viria para repor, quem chegaria para esse momento onde os grandes do futebol se programam e trazem peças para fortalecer o elenco, o tempo foi passando, a Copa América foi chegando ao final e o torcedor atleticano passou da ansiedade à frustração em semanas, pois vimos que nosso mandatário não trouxe ninguém, a tempos não contrata e os que chegam, são por final de contrato ou alguma troca por empréstimo, vendo tudo isso cheguei à conclusão que o melhor mesmo para o Mário Celso Petraglia é não ter um elenco forte e caro, muito menos 40 mil sócios e estádio cheio.
Pensando aqui, ser campeão da Copa do Brasil ou Libertadores, não dá o mesmo retorno financeiro que um Renan Lodi, um Bruno Guimarães, Léo Pereira ou um futuro Halter.
Você paga salários mais baratos por serem oriundos da base, vende um projeto de futuro e um time europeu “vilão”, leva os jogadores e em uma venda, lucra-se mais que qualquer competição que dispute.
Ano do futebol não é o mesmo que ano de investimento. Está mais pra ano de calendário extenso, com possíveis revelações da base podendo ser exploradas do que ano de conquistas. Não à toa, contratasse mais jogadores para o time de Aspirantes do que para o time principal.

Para tudo o que acontece, temos explicações e desculpas, se cairmos na má fase, usamos o Coritiba como exemplo e dizemos que estamos melhor que eles, se estivermos na fase boa, dizemos que temos adversários maiores e que a divisão de Cotas de Televisão ainda é muito injusta, caso tudo isso falhe, culpamos o sócio e dizemos pra ele ser verdade, mas se tudo isso falhar, brigamos com a organizada, esvaziamos o estádio e com menos torcedores, cobranças menores então podemos fazer o que quiser para manter o projeto.

Bem-vindo ao Club Athlético Paranaense!



Últimas Notícias

Brasileiro

No Maraca a gente resolve

O Athletico venceu o Fluminense no estádio do Maracanã nesta noite de quinta (17), de virada, pelo placar de 2 a 1. Quando se trata…

Fotos

Furadog, o novo membro da Furacao.com!

Saudações rubro-negras! Eu me chamo Gabriel Rodriguez Martins, tenho 23 anos e sou atleticano desde que me conheço por gente. O vermelho pulsante contrastando com…