29 jul 2019 - 20h37

Tiago Nunes despista sobre escalação para confronto contra o Boca

Na coletiva após a vitória por 2 a 0 contra o Cruzeiro, em Belo Horizonte, o treinador Tiago Nunes foi questionado sobre a formação que pretende levar a campo para o confronto decisivo contra o Boca Juniors nesta quarta-feira, porém optou por despistar os jornalistas sobre a possível escalação. Entretanto, a boa atuação do time rubro-negro na capital mineira pode ter servido como um bom laboratório para que o treinador atleticano monte a equipe que precisará buscar um resultado histórico na Argentina.

A boa apresentação contra o Cruzeiro pelo Brasileirão se deve, principalmente, a duas alterações promovidas pelo treinador atleticano em relação ao time que foi derrotado para o Boca na quarta-feira passada: o volante Wellington (que não pode atuar pela Libertadores por estar suspenso) reassumiu a titularidade no meio de campo, e o meia Bruno Nazário atuou como titular no lugar de Lucho Gonzalez.

A entrada de Wellington na posição de primeiro volante garantiu que Bruno Guimarães, principal articulador do time, tivesse mais liberdade para atacar. O resultado foi um gol do jogador, marcado de dentro da área, em bela troca de passes pela direita – que iniciou com a participação do próprio Bruno.

Já a entrada de Bruno Nazário deu mais ofensividade ao meio de campo, e ainda permitiu que Nikão pudesse voltar a jogar na ponta, fazendo uma grande atuação e criando a jogada que resultou no pênalti cometido pela equipe do Cruzeiro, cuja cobrança foi convertida por Jonathan, abrindo o placar do jogo. Apesar de ter se mostrado uma alteração eficaz no time titular, não é possível cravar que o meia Bruno Nazário será titular na Argentina, pois devido à pressão do confronto, é possível que o treinador Tiago Nunes opte pela escalação de Lucho Gonzalez por sua experiência em confrontos deste porte.

No segundo tempo, o treinador ainda voltou a testar Marcelo Cirino como centro avante no lugar de Marco Ruben. A alteração deu certo e Marcelo deu a assistência para o segundo gol atleticano. Desta forma, o treinador ganha mais uma boa opção para dar mobilidade ao ataque, caso seja necessário no confronto contra os argentinos.

Com isso, o provável time titular do Athletico para o histórico duelo na Bombonera deve ser composto por: Santos, Jonathan, Pedro Henrique, Leo Pereira, Márcio Azevedo, Wellington, Bruno Guimarães, Bruno Nazário (Lucho), Nikão, Rony e Marco Ruben.



Últimas Notícias

Torcida

Domingo é decisão

A partir das 11h do próximo domingo dia 16 de fevereiro, Athletico e Flamengo se enfrentam no estádio Mané Garrincha em Brasília em jogo único…

Opinião

Tamanho

Conheci Jasper em Santiago há alguns anos. Holandês de nascença, já era cidadão do mundo fazia algum tempo e morava no Chile há alguns meses.…