29 jul 2019 - 20h37

Tiago Nunes despista sobre escalação para confronto contra o Boca

Na coletiva após a vitória por 2 a 0 contra o Cruzeiro, em Belo Horizonte, o treinador Tiago Nunes foi questionado sobre a formação que pretende levar a campo para o confronto decisivo contra o Boca Juniors nesta quarta-feira, porém optou por despistar os jornalistas sobre a possível escalação. Entretanto, a boa atuação do time rubro-negro na capital mineira pode ter servido como um bom laboratório para que o treinador atleticano monte a equipe que precisará buscar um resultado histórico na Argentina.

A boa apresentação contra o Cruzeiro pelo Brasileirão se deve, principalmente, a duas alterações promovidas pelo treinador atleticano em relação ao time que foi derrotado para o Boca na quarta-feira passada: o volante Wellington (que não pode atuar pela Libertadores por estar suspenso) reassumiu a titularidade no meio de campo, e o meia Bruno Nazário atuou como titular no lugar de Lucho Gonzalez.

A entrada de Wellington na posição de primeiro volante garantiu que Bruno Guimarães, principal articulador do time, tivesse mais liberdade para atacar. O resultado foi um gol do jogador, marcado de dentro da área, em bela troca de passes pela direita – que iniciou com a participação do próprio Bruno.

Já a entrada de Bruno Nazário deu mais ofensividade ao meio de campo, e ainda permitiu que Nikão pudesse voltar a jogar na ponta, fazendo uma grande atuação e criando a jogada que resultou no pênalti cometido pela equipe do Cruzeiro, cuja cobrança foi convertida por Jonathan, abrindo o placar do jogo. Apesar de ter se mostrado uma alteração eficaz no time titular, não é possível cravar que o meia Bruno Nazário será titular na Argentina, pois devido à pressão do confronto, é possível que o treinador Tiago Nunes opte pela escalação de Lucho Gonzalez por sua experiência em confrontos deste porte.

No segundo tempo, o treinador ainda voltou a testar Marcelo Cirino como centro avante no lugar de Marco Ruben. A alteração deu certo e Marcelo deu a assistência para o segundo gol atleticano. Desta forma, o treinador ganha mais uma boa opção para dar mobilidade ao ataque, caso seja necessário no confronto contra os argentinos.

Com isso, o provável time titular do Athletico para o histórico duelo na Bombonera deve ser composto por: Santos, Jonathan, Pedro Henrique, Leo Pereira, Márcio Azevedo, Wellington, Bruno Guimarães, Bruno Nazário (Lucho), Nikão, Rony e Marco Ruben.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Faltou categoria

Em uma partida equilibrada na primeira etapa, onde o Athletico poderia ter tido uma melhor sorte e não ter saído com um placar adverso, não…