31 jul 2019 - 23h36

Athletico é dominado na Bombonera e está fora da Libertadores

Está encerrada a participação do Athletico na Libertadores 2019. Após perder em casa para o Boca Juniors, apenas uma vitória na Bombonera interessava ao Furacão, mas o time de Tiago Nunes foi amplamente dominado desde o princípio e terminou derrotado por 2 a 0.

Como já era esperado, o Boca Juniors veio para cima do Athletico desde os minutos iniciais. Subindo a marcação para pressionar a saída de bola rubro-negra, o time argentino conseguiu explorar os erros da equipe de Tiago Nunes para criar suas oportunidades e neutralizar o ataque atleticano. Entretanto, a forte marcação argentina se converteu, também, em faltas duras. Aos 5 minutos, já haviam dois jogadores argentinos amarelados (Nandez e Weigandt).

Aos 11 minutos, Santos fez a primeira intervenção no jogo em chute de Capaldo na entrada da grande área. Aos 16, Nandez perdeu chance inacreditável, sem goleiro, após receber passe de Ábila e chutar em cima de Márcio Azevedo. Aos 18 minutos, Rony partiu em jogada individual e iria sair na cara do gol, mas sofreu a falta de Izquierdoz, que tomou o terceiro amarelo do Boca no jogo.

A partir dos 23 minutos, a torcida do time da casa esfriou e o Athletico aproveitou para botar a bola no chão com mais calma, mas não conseguiu criar perigo devido aos muitos erros de passe. Aos 34, o time da casa retomou as rédeas da partida e perdeu mais uma chance inacreditável. Em bate rebate após cobrança de escanteio, o zagueiro Pedro Henrique salvou em cima da linha o que seria o primeiro gol do time argentino.

Sufocado, o Athletico começou a apelar para as faltas e também tomou dois cartões em um curto intervalo de tempo: primeiro Wellington, matando contra ataque, depois Pedro Henrique, fazendo falta no campo de defesa. Na cobrança desta falta, Ábila quase colocou o Boca em vantagem após cruzamento rasteiro.

Aos 44 minutos, a última chance do primeiro tempo em jogada de Nandez pela direita e bom cabeceio de MacCalister, defendida por Santos. Depois disso, o time da casa continuou controlando as ações, mas sem levar perigo.

No segundo tempo o Athletico voltou sem alterações. O jogo iniciou morno e com as duas equipes errando muito, sem conseguir criar ocasiões de gol. Porém, aos 12 minutos, após falha de Leo Pereira, Ábila dominou bola na entrada grande área, fez boa finta em Marcio Azevedo e estufou as redes do goleiro Santos. 1 a 0 para o Boca.

O Athletico tentou uma reação imediata, e dois minutos depois Bruno Guimarães lançou Marco Ruben nas costas da zaga para o centro avante fazer sua única participação no segundo tempo inteiro, dando chute rasteiro para defesa de Andrada.

Depois disso, os donos da casa mantiveram o domínio do jogo, mas sem criar grandes chances de gol. O Athletico sentiu o baque e mesmo com as três alterações de Tiago Nunes não conseguiu reagir em campo.

No último minuto de jogo, o golpe de misericórdia. Em jogada pela direita, Salvio dominou na área, gingou para cima de Vitinho (jogando de ala no lugar de Márcio Azevedo) e bateu para decretar o placar final da partida. 2 a 0 Boca e fim da participação atleticana na Libertadores 2019.

Saiba Mais



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Faltou categoria

Em uma partida equilibrada na primeira etapa, onde o Athletico poderia ter tido uma melhor sorte e não ter saído com um placar adverso, não…