15 ago 2019 - 11h50

Sem tempo a perder

Depois da derrota pela partida de ida pelas semi-finais da Copa do Brasil, o Athletico junta os cacos e se prepara para voltar a atuar em casa pelo Campeonato Brasileiro. Segundo matéria do site oficial, os jogadores já iniciaram mesmo na capital gaúcha a preparação para o jogo contra o Atlético Mineiro, sábado às 19h na Arena da Baixada.

Segundo declarações do treinador Tiago Nunes o recém contratado lateral Adriano deve fazer sua estréia no Furacão. Quem também deve voltar é o zagueiro Pedro Henrique que não joga a Copa do Brasil por já ter entrado em campo pelo Corinthians nessa edição da competição.

O Athletico precisa voltar a vencer pois a derrota diante do Botafogo além de afastar o time do G6, deixou o rubro-negro perigosamente próximo dos últimos colocados. Atualmente o Furacão é o 11º colocado com 19 pontos, somente dois pontos á frente das equipes que estão entre a 12ª e 15ª colocação.

Além do mais o time não vence em casa há algum tempo. Desde a vitória por 1 x 0 diante do Internacional em 14 de julho, o time empatou com o Flamengo pela Copa do Brasil e perdeu pela partida de ida das oitavas de final da Libertadores contra o Boca Juniors.

O xará mineiro faz boa campanha de recuperação, somando 27 pontos e estando na 4ª posição na tabela.

A partida está marcada para a Arena da Baixada às 19h, tendo o clube informado que será cobrada meia entrada ao custo de R$ 75 de todos os torcedores em todos os setores. Se uma das principais queixas do torcedor era sobre o preço dos ingressos, eis uma oportunidade de ouro de voltar à Baixada e jogar ao lado do Furacão.

O torcedor atleticano está convocado para ir ao Joaquim Américo, estar ao lado do time, empurrar o Furacão para que volte ao caminho das vitórias e mostrar que a paixão rubro-negra independe dos resultados.

Juntos vamos mais longe!



Últimas Notícias

Opinião

Adeus ano “velho”!

  Lembro-me como se fosse hoje dos sentimentos experimentados no último Réveillon. Onde momentos antes de iniciar a contagem para receber 2019, me peguei agradecendo…

Opinião

De que são feitos os ídolos?

Quando Marco Ruben vestiu a camisa atleticana pela primeira vez, já era um ídolo rubro-negro. Simples assim. E não se trata da famosa gringolatria. Alguns…