20 set 2019 - 14h33

Esse título é para você…

Esse título é para você, atleticano, que assim como eu esteve em Porto Alegre acompanhando uma das páginas mais lindas da nossa história. Calamos um Beira-Rio lotado. Que possamos estar sempre acompanhando esse clube, aonde quer que ele esteja.

Esse título é para você, atleticano, que não pôde ir ao estádio, mas que torceu a cada minuto, vibrou a cada lance, viveu intensamente cada momento dessa final. Em casa, no bar, no celular, na escola, faculdade. Sem seu apoio tudo teria sido muito mais difícil. Que você esteja sempre junto desse time, seja onde for.

Esse título é para você que recebeu nossos atletas no aeroporto, acolhendo no coração cada um dos jogadores desse grupo tão excepcional. A festa na praça é algo que será lembrado eternamente por cada um de nós.

Esse título é para você, atleticano, que por qualquer motivo não conseguiu acompanhar o jogo, mas que também sofreu em silêncio (ou não) durante aqueles pouco mais de 90 minutos. Que na próxima você possa estar presente, acompanhando toda essa loucura que é o Athletico Paranaense. Sim, pois hoje temos a certeza de que haverá outras finais, tão gigantes quanto essa.

Esse título é para você, atleticana, atleticaníssima. Superlativas na essência, que fazem da Arena da Baixada o mais belo entre todos os estádios brasileiros. Esse título é para você que tem que lidar diariamente com preconceitos para exercer seu simples direito de ser fanática pelo seu time de coração. Esse título é pra todas vocês que nos mostram que lugar de mulher é exatamente onde ela quiser.

Esse título é para você, esposa/marido/companheiro/filho, que muitas vezes é obrigado a conviver com nosso fanatismo. Sabemos como é difícil conviver conosco em dias de sofrimento. Que a grandeza desse título te ajude a tentar entender aquilo que nos move.

Esse título é para vocês, Fanáticos. Vocês que ditam nosso ritmo nos jogos, vocês que acompanham esse time nos lugares mais distantes, em qualquer competição ou situação que seja. Que esse título seja o início de uma nova fase de harmonia entre torcida e clube. Vocês também são fundamentais.

Esse título é para você, torcedor corneta. Você que conseguiu criticar o grupo mesmo no mais mágico dos momentos. Você que conseguiu tirar a calma até daquele que raramente falha. Que esse título te ensine a acreditar. Que te ensine a apoiar, acima de tudo.

Esse título é para você, nosso amado Time de Guerra. Vocês desafiaram um país inteiro, superando desconfianças, derrubando muros. Esse título é para vocês, que sempre acreditaram. Esse título é para vocês, que nos encantaram. Vocês que enfileiraram os “mais queridos”, os “imortais”, os “campeões de tudo”. Vocês nos ensinaram que nada é impossível.

Esse título é para você, Petraglia, o líder controverso de toda essa transformação, com quem vivemos uma eterna e conturbada relação de amor e ódio. Sabemos que sem você dificilmente estaríamos onde estamos. E onde estaremos. Que esse título te mostre que mesmo quando te odiamos, preferimos você do nosso lado.

Esse título também é pra vocês, da diretoria. Sallim, Lara, Paulo André, Rafael Andrade, Paulo Miranda. Reconhecemos o trabalho que fazem nos bastidores para que tudo isso aí seja possível. Que esse título seja mais um entre outros tantos que virão. Mas esse título também é para você, que atua nos bastidores. Roupeiros, cozinheiros, zeladores, preparadores físicos, fisiologistas. Vocês são fundamentais no dia a dia do maior dos nossos times.

Esse título é para você, Bolinha, nosso eterno massagista. Sua presença nos traz a confiança que precisamos para vencer. Esse título é para você que é responsável por polir a armadura dos nossos guerreiros. Que tenha vida longa no nosso clube.

Esse título também é pra você, torcedor ativo das redes sociais. É inegável que seu apoio e bom humor é fundamental no nosso crescimento como instituição. A rede social cria mitos, ídolos, elege políticos, cria tendências. Mas também os derruba. Esse título é para cada um de vocês, com seus “likes” e comentários. Continuem!

Esse título é para você, jornalista, que cresceu e se desenvolveu junto a este grupo. Você que esteve presente no dia a dia desse time, que viajou, conheceu lugares, cresceu também como profissional.

Esse título também é pra você, jornalista do eixo. Que esse título sirva para seu aprimoramento profissional, que te faça enxergar um mundo além da sua província. O Athletico é gigantesco, gostem vocês ou não.

Esse título é para você, Sócio Furacão, que mantém seu apoio ao time mesmo a custa de sacrifício pessoal. E esse título também é para você, que não é sócio, mas apoia o time sempre que pode. Que você tenha condições de se associar num futuro próximo e ser ainda mais presente na vida desse clube. Vale a pena, acredite. E que esse título também ajude o clube a buscar formas de incluir a todos os seus torcedores.

Esse título é para você, mestre Tiago Nunes. O melhor treinador que por aqui passou. Sua simplicidade, profissionalismo e capacidade nos levaram onde estamos hoje. Você que, com muita humildade, reconheceu aqueles que o antecederam. Mas te garanto: ninguém foi tão grande como você nessa função. Que esse título te traga, finalmente, o merecido reconhecimento.

Esse título é pra você, Wesllei Pontes, o Tio Leli, que perdeu sua mão naquele trágico acidente no aeroporto. Que esse título ajude a superar seus traumas e acalmar sua alma.

Esse título é para você, José Luiz Kuster Contador, que decidiu acompanhar a final de uma esfera superior. Teu atleticanismo foi tão forte que não coube dentro do peito. Que esse título ajude a confortar sua família nesse momento de dor.

Esse título enfim é para cada um de nós, que se sentiu representado em algum dos parágrafos acima, ou que simplesmente se sente representado por nossas cores, pela camisa que só se veste por amor. Esse título é para você, que vive o Athletico Paranaense à sua própria maneira. Saiba que nada disso seria possível sem você.

 

Parabéns, Campeões!

Assuntos: | |


Últimas Notícias

Opinião

Adeus ano “velho”!

  Lembro-me como se fosse hoje dos sentimentos experimentados no último Réveillon. Onde momentos antes de iniciar a contagem para receber 2019, me peguei agradecendo…

Opinião

De que são feitos os ídolos?

Quando Marco Ruben vestiu a camisa atleticana pela primeira vez, já era um ídolo rubro-negro. Simples assim. E não se trata da famosa gringolatria. Alguns…