O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
14 out 2019 - 14h57

Vamos jogar sério!

O final de semana prometia! O Flamengo líder e o Athletico o time da vez!

Pois bem, o que se viu foi o Flamengo jogando sério e como um verdadeiro líder e o nosso Furacão brincando de jogar futebol, principalmente o goleiro e a zaga. Aliás, quem se salvou lá atrás foi o Tiago Heleno, os demais brincaram de jogar futebol. O Madson não sabia se marcava ou voltava a jogada para o miolo da zaga. O moço tinha um enorme corredor a frente mas não aproveitou. Tiago Heleno foi o mais lúcido, se limitou a fazer o que sabe, jogar bola. Léo Pereira horrível tentando jogadas de efeito, quando não, cometia faltas desnecessárias. O zagueiro quer fazer o que não sabe. Léo, mais humildade, por favor! Márcio Azevedo perdendo bolas infantis, quer dar drible onde não pode, sofrível. Gente! Como é possível esse Adriano ter sido titular do Barcelona? Não sabe nada! Sem contar que não consegue sequer bater escanteio. Todos os escanteios cobrados por ele não passaram do primeiro pau, o rapaz não aguenta o peso da bola. Contratação equivocada! Wellington enceradeira. Essa jogadinha deixada pelo Fernando Diniz está atrapalhando demais o time. As vezes dá certo, mas tem que ser bem executada e por quem sabe. Lucho Gonzalez foi um espectador do jogo. Ele assistiu a partida de dentro do campo. Uma pergunta que não quer calar: porque o Tiago Nunes não escalou o Erick que fez uma bela partida diante do Corinthians? Por isso o meio campo do Flamengo passeou em campo (Gerson e Tiago Ribeiro deitaram e rolaram). Tenho que enaltecer o Leo Cittadini, correu e jogou por todos do meio campo atleticano. o melhor do Athletico foi o Rony. Tentou várias jogadas em cima do lateral do Flamengo e as vezes em que levava a melhor (quase sempre) as jogadas eram arrepiadas pela zaga do Flamengo que jogou sério, e como líder. Na frente, o Marcelo foi o mesmo, sem produzir quase nada e perdendo gols como sempre (Marcelo vou lembrar eternamente pela sua jogada maravilhosa diante do Internacional, na final da Copa do Brasil) mas a vida continua e o Campeonato Brasileiro ainda não terminou. Tony Anderson perdeu duas oportunidades de ouro para empatar o jogo. Numa delas, a zaga do Flamengo bobeou, entregou a bola de graça e o Tony Anderson na frente do goleiro não aproveitou. Está aí a diferença entre o nosso centroavante Tony Anderson e o atacante do Flamengo Bruno Henrique. Bobeou ele faz. Por isso o Flamengo é o líder. E ainda, o nosso treinador sacou o Lucho e colocou o Marco Ruben. O centroavante ficou isolado na frente no meio dos três zagueiros do Flamengo. A bola não chegou uma vez para o avante, como é possível ele fazer gols? E aquele Felipe que veio do São Paulo então? Só pode ser piada! Minha gente, o Campeonato ainda não acabou e faltam doze pontos para a gente não correr riscos de rebaixamento. Acorda Tiago! Avante Athletico! E o título do Brasileiro vai ficar em boas mãos!



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Continuidade

Lamentações passadas, vamos nos concentrar para essa reta final de campeonato Brasileiro, e fazer uma boa partida contra o São Paulo em busca da classificação…