15 nov 2019 - 8h50

Vacilos caseiros que custam caro

O Athletico recebe o Botafogo neste domingo (17/11) em jogo da 33ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019. E luta por uma vitória em casa para não deixar escapar pontos importantes na reta final.

O ano de 2019 certamente já está marcado como um dos mais brilhantes da história do clube. Os títulos da Taça Levain Cup/Sul-Americana e da Copa do Brasil consagraram uma equipe que jogou de igual para igual com gigantes mundiais, como Boca Juniors e River Plate.

Agora, o objetivo é fechar o ano com uma das melhores campanhas no Brasileirão. O Rubro-Negro ocupa a sexta colocação, mas poderia estar ainda melhor.

Campanha

O Furacão tem 50 pontos, 14 vitórias, 8 empates e 10 derrotas. Curiosamente, a equipe perdeu pontos em jogos contra times que estão na briga contra o rebaixamento.

Dos sete times que lutam na parte de baixo da tabela, apenas o Botafogo ainda não jogou na Arena da Baixada neste campeonato – partida que será realizada no domingo (17). Dos demais, em três vezes o Furacão saiu vitorioso: contra Ceará e CSA (ambos por 1 a 0) e Fluminense (3 a 0).

Nos outros três jogos, houve tropeços. Na 31ª rodada, o empate com o Cruzeiro (recém-liberto da pressão da Zona de Rebaixamento) foi um desperdício de pontos preciosos para o Athletico. No dia 15 de setembro, contra o lanterna Avaí e às vésperas da decisão da Copa do Brasil, o Furacão perdeu de 1 a 0. Na 22ª rodada, mais um revés contra times da ponta de baixo da tabela: empate com a Chapecoense.

Força da Baixada

Jogar na Baixada sempre foi uma vantagem significativa para o Furacão. Neste ano, a campanha não é tão impressionante. O clube é apenas o sétimo melhor mandante, com 62,50% de aproveitamento dos pontos.

Para se ter uma ideia, no ano passado o Furacão foi o terceiro melhor mandante, com 77% de aproveitamento. Para chegar perto desse rendimento, a equipe precisa vencer todos os três últimos confrontos em casa (Botafogo, Grêmio e Santos).

O primeiro adversário é já neste domingo: o Botafogo, 14º colocado e a apenas dois pontos da temida área do rebaixamento. Chance do Furacão mudar o cenário e pontuar, também, em casa e contra os times da parte de baixo da tabela.



Últimas Notícias

Notícias

De novo a dupla Fla x Flu

Há jogos que mesmo não sendo decisivos acabam sendo marcantes. Lógico que uma final, uma partida que valha vaga para uma fase aguda de uma…

Notícias

Adeus, professor Vadão

Hoje (25) à tarde faleceu Oswaldo Alvarez, o Vadão, que estava internado tratando um câncer no fígado. A notícia vem logo após um domingo nostálgico…

Memória

2002 COM MUITA PAZ

Na tarde do dia 23 de Dezembro de 2001, o Furacão conquistava o seu primeiro título nacional! A partida final, em São Caetano do Sul,…