15 nov 2019 - 8h50

Vacilos caseiros que custam caro

O Athletico recebe o Botafogo neste domingo (17/11) em jogo da 33ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019. E luta por uma vitória em casa para não deixar escapar pontos importantes na reta final.

O ano de 2019 certamente já está marcado como um dos mais brilhantes da história do clube. Os títulos da Taça Levain Cup/Sul-Americana e da Copa do Brasil consagraram uma equipe que jogou de igual para igual com gigantes mundiais, como Boca Juniors e River Plate.

Agora, o objetivo é fechar o ano com uma das melhores campanhas no Brasileirão. O Rubro-Negro ocupa a sexta colocação, mas poderia estar ainda melhor.

Campanha

O Furacão tem 50 pontos, 14 vitórias, 8 empates e 10 derrotas. Curiosamente, a equipe perdeu pontos em jogos contra times que estão na briga contra o rebaixamento.

Dos sete times que lutam na parte de baixo da tabela, apenas o Botafogo ainda não jogou na Arena da Baixada neste campeonato – partida que será realizada no domingo (17). Dos demais, em três vezes o Furacão saiu vitorioso: contra Ceará e CSA (ambos por 1 a 0) e Fluminense (3 a 0).

Nos outros três jogos, houve tropeços. Na 31ª rodada, o empate com o Cruzeiro (recém-liberto da pressão da Zona de Rebaixamento) foi um desperdício de pontos preciosos para o Athletico. No dia 15 de setembro, contra o lanterna Avaí e às vésperas da decisão da Copa do Brasil, o Furacão perdeu de 1 a 0. Na 22ª rodada, mais um revés contra times da ponta de baixo da tabela: empate com a Chapecoense.

Força da Baixada

Jogar na Baixada sempre foi uma vantagem significativa para o Furacão. Neste ano, a campanha não é tão impressionante. O clube é apenas o sétimo melhor mandante, com 62,50% de aproveitamento dos pontos.

Para se ter uma ideia, no ano passado o Furacão foi o terceiro melhor mandante, com 77% de aproveitamento. Para chegar perto desse rendimento, a equipe precisa vencer todos os três últimos confrontos em casa (Botafogo, Grêmio e Santos).

O primeiro adversário é já neste domingo: o Botafogo, 14º colocado e a apenas dois pontos da temida área do rebaixamento. Chance do Furacão mudar o cenário e pontuar, também, em casa e contra os times da parte de baixo da tabela.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Um novo Dagoberto

Pelo visto a negociação com Rony está tornando-se ou tornou-se um novo caso Dagoberto. As comparações são evidentes. Os casos são parecidos, devido à rejeição…