24 nov 2019 - 19h56

E deu Athletico

O Furacão – até então 5º colocado no Brasileirão – já está garantido na Libertadores de 2020 por ter sido campeão da Copa do Brasil, mas almeja terminar a competição nacional no G-4. Já o Atlético-MG – que iniciou a rodada em 13° – tenta garantir a permanência na série A e, ao mesmo tempo, uma vaga na Sul-Americana.

Desfalque contra São Paulo e Botafogo, Bruno Guimarães participou dos treinos da semana e ficou à disposição de Eduardo Barros. O volante machucou o tornozelo após uma dura entrada de Sassá durante partida contra o Cruzeiro. O zagueiro Thiago Heleno e o lateral-esquerdo Márcio Azevedo estão suspensos. Léo Pereira voltou ao time titular; Abner Felipe e Abner Vinícius concorrem por vaga na esquerda.

Confira como foi o jogo:

1º Tempo

No primeiro minuto de jogo, o Galo apertou a saída de bola do Furacão e Zé Welison finalizau no meio do gol, para defesa tranquila de Santos.

Aos 6 minutos, Cazares fez cruzamento fechado e encontrou Fábio Santos na área. O camisa 6 desviou e obrigou Santos a fazer grande defesa.

Cazares cobrou escanteio na área e a bola chegou até Luan. Aos 9 minutos, ele finalizou, mas a bola bateu na defesa do Athletico. No sequência, Otero tentou, mas o chute foi sobre o gol de Santos.

O time da casa chegou ao gol com Di Santo, mas o assistente sinalizou o impedimento, com 15 minutos.

Jogadores das dus equipes se desentenderam após os mineiros não jogarem a bola para fora para atendimento a Bruno Guimarães. Ele precisou ser substituído por Erick.

Aos 29, Patric avançou pela direita, mas Wellington travou a jogada. Bola bateu no lateral do Galo antes de sair pela linha de fundo.

Defesa do Athletico cortou de forma parcial e a bola sobrou para Otero. Ele finalizou no meio do gol, e Santos, em dois tempos, fez a defesa. Eram 33 minutos de jogo.

Aos 36 minutos, Nikão fez o cruzamento fechado na área do Galo e encontrou Vitinho. Ele aproveitou a saída errada de Cleiton, e cabeceou para o gol. A bola passou muito perto da trave direita.

Três minutos depois, Cazares deu belo passe de primeira para Marquinhos. Ele invadiu a área e finalizou forte, obrigando Santos a outra boa intervenção.

Fábio Santos recebeu na esquerda, aos 42 minutos e cruzou rasteiro. O zagueiro do Athletico se jogou para mandar a bola para escanteio.

2º Tempo

Aos 4 minutos, Cazares cobrou escanteio e a bola passou por todo mundo. Na sequência, Luan recuperou a bola, cruzou na área e Madson cortou para o meio para Di Santo pegar a sobra e finalizar a direita de Santos.

Dois minutos depois, após rápido contra ataque do Galo pela direita, a bola chegou em Marquinhos que invadiu a grande área, mas a finalização foi bloqueada por Pedro Henrique.

Aos 9, Thonny Anderson recebeu na esquerda, cruzou fechado e Madson se jogou na bola para finalizar. Ela ficou nas mãos do goleiro alvinegro.

Iago Maidana fez bom lançamento para Patric, que cara a cara com Santos finalizou e balançou as redes, mas o assistente sinalizou impedimento.

Cazares recebeu na frente do gol, aos 19 minutos, limpou Santos, mas perdeu ângulo na sequência. O camisa 10 encontrou Otero, que ganhou a disputa no alto, mas a bola carimbou a trave esquerda.

Aos 39, Wellington cruzou para Vitinho. Ele dominou, perdeu o ângulo e o chute foi abafado por Cleiton.

E foi com 41 minutos da segunda etapa que saiu o gol da vitória. Nikão cobrou escanteio na área, Leonardo Silva afastou, mas Vitinho dominou na entrada da área e acertou um chutaço para abrir o marcador no Mineirão. 1 a 0 Furacão!

O Galo teve a última oportunidade so jogo. Marquinhos avançou pela direita, ergueu a cabeça e cruzou na área. Patric cabeceou por cima da meta do Athletico, aos 44 minutos.

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro 2019 – 24/11/19 – Atlético-MG 0 x 1 Athletico

Local: Mineirão;

Horário: 16h00;

Árbitro: Edina Alves Batista (SP);

Cartões amarelos: Thonny Anderson e Braian Romero (CAP); Otero, Zé Welison e Geuvânio (CAM).

Cartões vermelhos: não houve;

Gols: Vitinho (41’ 2T).

Athletico: Santos; Madson, Pedro Henrique (Bambu), Léo Pereira e Abner Vinícius; Wellington, Bruno Guimarães (Erick), Nikão; Thonny Anderson, Vitinho e Marco Ruben (Braian Romero); TC: Eduardo Barros.

Atlético-MG: Cleiton; Patric, Léo Silva, Maidana e Fábio Santos; Zé Welison (Geuvânio), Cazares (Bruninho), Marquinhos; Otero, Luan (Vinícius) e Di Santo; TC: Vagner Mancini.

Próximo confronto

O Furacão volta a campo na próxima quarta-feira (21h30), contra o Grêmio, na Arena da Baixada, pela 35ª rodada do Brasileirão. Será o penúltimo jogo do rubro-negro como mandante no ano.



Últimas Notícias

Opinião

Guenta os Coxa

Foram, são e serão sempre os nossos rivais. Sim, temos que “guentar os coxas”. Hoje pode parecer fácil, mas não é. No rugby aprende-se muito…

Paranaense

TRICAMPEÃO!

Rubro-negros e alvi-verdes protagonizaram a 19ª final entre eles na história da competição estadual. Com o resultado, o Athletico somou o 10° título sobre o…