O Fala, Atleticano é um canal de manifestação da torcida do Atlético. Os textos abaixo publicados foram escritos por torcedores rubro-negros e não representam necessariamente a opinião dos responsáveis pelo site. Os autores se responsabilizam pelos textos por eles assinados. Para colaborar com um texto, clique aqui e siga as instruções. Confira abaixo os textos dos torcedores rubro-negros:
5 dez 2019 - 11h58

Uns vão e outros vem

Ontem após o jogo contra o Santos, muitos estão pensando como será o CAP em 2020, com a saída de Marco Ruben e Bruno Guimarães que foram às principais peças de quebra cabeça que foi o CAP em 2019, todos irão sentir à falta deles. Não esqueci do polêmico e amado Cirino pelo torcedor athleticano, que também fez sua parte neste grupo vencedor, com todo o respeito, foi merecido os aplausos que recebeu, dez anos de clube não é para todos.

Estamos neste momento vendo o desmanche do grupo, coisa natural em fim de temporada, só que à saída de Marco Ruben, pelo fato que poderíamos ter exercido o direito de compra do jogador, mas, não aconteceu e ninguém deu explicação para não fazer isso, ficou no vácuo. Uma saída que será sentida em 2020, já o caso de Bruno Guimarães, é diferente, teve uma bela proposta do chara espanhol e nem ele e o clube poderiam recusar à oferta. Quanto ao Cirino, ele já havia anunciado sua saída do clube, como ele disse, “que o seu ciclo no CAP acabou”, e era um jogador que fazia jogos espetaculares como foi contra o Internacional na decisão da Copa do Brasil, e jogos ruins em outras ocasiões e seja feliz na China se lá será a sua nova casa e clube.

Mas o que mais está me preocupando não é a saída destes jogadores, mas a suas reposições no clube, sei que temos uma base boa, que já lançou vários jogadores que hoje fazem sucesso pelo Brasil e mundo à fora, e prova disso, é está safra 2018/2019 que tem o Léo Pereira, Bruno Guimarães, Renan Lodi, Kellven e outros que foram emprestados como o João Pedro e Matheus Anjos. Quanto a isso eu não estou preocupado por saber que muitos outros bons atletas aparecerão.

Já em relação ao técnico ou “professor” como hoje se referem a este profissional, li que o mais próximo de nós é o Rogério Ceni. Um técnico novo, teve seus altos e baixos, já de início de carreira como técnico, não foi feliz no Cruzeiro, mas, no Cruzeiro está difícil alguém se dar bem, e está no Fortaleza que fez até o momento um bom trabalho. Só não gostei de uma situação que ele fez. Abandonou o Fortaleza para comandar o Cruzeiro, não se deu bem na raposa e voltou para o Fortaleza. Isso me preocupa, porque demonstra que a sua prioridade, são os seus projetos pessoais, nada contra, pois todos nós os temos, só que o CAP quer um profissional que se identifique com o projeto do clube e para isso eu vejo hoje o Eduardo Barros como o profissional ideal para isso. Alguns tem receios sobre a promoção do Eduardo Barros, mas, alguém na época da promoção do TN, alguém imaginaria que ele iria se tornar um referencial na profissão e ganhar títulos para o CAP? Então porque ter receio de Eduardo Barros!

O bom disso que também soube que o Diretor de Futebol, anunciou o Eduardo Barros, como sendo o comandante do time de aspirantes do CAP, e foi um decisão acertada, lá ele poderá pegar mais cancha e quem sabe trilhar o caminho de sucesso no CAP que o TN realizou, e espero que fim seja bem diferente do TN no CAP.

Também ouvi na rádio pião, que o Rodrigão está em entendimento com o CAP. Um jogador que pode ser importante para nós, pois sem ele, os choxas não estariam na A e pelo que fizeram a ele, com certeza nos tais “clássicos” ele vai moer os caras. Para mim um bom jogador que pode vir a somar com muitos que ficarão e um ponto de referencia na área para os cruzamentos de Rony, Kellven, Jonathan ou de outro atleta que irá jogar pelos lados do campo.

E pelo discurso do Paulo André, com certeza já saberemos quem será o “professor” do CAP, e pelo visto, será Rogério Ceni, e até porque o seu pai vive em Curitiba. No meu entender, então habemus técnico.

E a todos um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo.



Últimas Notícias

Opinião

E lá se vão 6 anos

O tempo passa. Completamos hoje 6 anos de Nikão no Athletico. Há exatos 6 anos recebíamos Maycon Vinicius Ferreira da Cruz, conhecido como Nikão. Quando…

Ao Sol e à Sombra

Caju

Dizem que onde o goleiro pisa, nunca mais cresce a grama. Mas no estádio Joaquim Américo, mesmo agora, com o gramado sintético, a grama é…

Fala, Atleticano

Pandemia x Pandético

Infelizmente em 2020 tivemos que conviver com esta pandemia, isolando jogadores e torcida, mas como reflexão sabemos que a cada dia que passa esta situação…

Fala, Atleticano

Planejamento

Alguns equívocos sucederam a saída de Thiago Nunes da equipe principal, razão pela qual da queda brutal no desempenho em campo, este recuperado parcialmente para…