25 jan 2020 - 19h36

Único 100%: Furacão goleia, vence a terceira e assume liderança isolada do Paranaense

Embalados por duas vitórias, Athletico e Londrina duelaram pela liderança do Campeonato Paranaense.

Furacão e Tubarão eram os únicos clubes com 100% de aproveitamento na competição até então. O time de Eduardo Barros vinha de vitórias sobre União e PSTC. Os comandados de Alemão haviam derrotado PSTC e Cianorte.

Confira como foi o jogo:

1º Tempo

A primeira finalização aconteceu aos 5 minutos. Miullen ajeitou para Danilo que chegou chutando da entrada da área, por cima do gol.

Aos 10, Victor Luiz cruzou da esquerda, a bola desviou em Denner e quase enganou o goleiro Anderson.

Denner bateu de fora da área, aos 23 minutos, de esquerda. Matheus Albino fez a defesa.

Pedrinho fez linda jogada pelo lado esquerdo e cruzou, mas Denner sofreu a falta na entrada a área. Na cobrança, Christian soltou uma pancada e a bola explodiu na trave esquerda do Londrina. Passavam-se 32 minutos.

Dois minutos depois, Uelber aproveitou a bobeada de Léo Simas, arrematou e a bola explodiu em Anderson.

Aos 36, na principal chance até então, Breno fez falta em Danilo dentro da área e o árbitro assinalou pênalti para o Tubarão. Miullen cobrou à meia altura e o arqueiro rubro-negro caiu no canto direito para defender!

Pedrinho chutou com perigo e Matheus Albino fez a defesa. Breno pegou a sobra, ajeitou e exigiu outra intervenção do goleiro do Londrina. Foi o último lance importante da primeira etapa, aos 40 minutos.

2º Tempo

Logo no primeiro minuto, Denner cobrou escanteio da direita na medida e Léo Gomes desviou para abrir o placar! 1 a 0 Athletico! Era o começo da segunda etapa – que seria bastante movimentada.

Aos 5, Christian arrematou forte chute de fora da área e Matheus Albino defendeu.

O Tubarão chegou com perigo aos 21 minutos: Augusto soltou a bomba de longe e Anderson espalmou.

Dois minutos depois, Danilo Boza recuou errado, Marcelinho acreditou, deixou Anderson para trás e igualou o marcador. 1 a 1.

Mas nem deu tempo do torcedor atleticano lamentar. Aos 25 minutos, Denner tocou para Breno que disparou na jogada individual pela direita, invadiu a área e chutou forte para colocar o Athletico na frente mais uma vez! 2 a 1!

Aos 28, Breno fez bonita jogada pela direita e cruzou para Reinaldo que perdeu na cara do gol.

Mas aí Pedrinho apareceu e tratou de aumentar a vantagem do Furacão. O artilheiro fez jogada individual, livrou-se da marcação e chutou rasteiro, fazendo um golaço e ampliando o placar na Arena, aos 33 minutos! Foi o terceiro gol do atacante no estadual.

Aos 37, após jogada de Marcelinho, Paulinho Moccelin limpou a marcação e chutou firme. A bola passou com perigo, à direita do gol de Anderson.

Após tabela com Breno, Jajá aproveitou o bate-rebate, mas parou na defesa de Matheus Albino. Eram 43 minutos.

E para fechar a atuação com chave de ouro, aos 47, após cobrança de escanteio de Denner, Danilo Boza subiu sozinho, cabeceou para o meio da área e Jajá desviou para o gol. Goleada e festa na Baixada! 4 a 1 Furacão!

Ficha técnica

Campeonato Paranaense – 25/01/2020 – Athletico 4 x 1 Londrina

Local: Arena da Baixada;

Horário: 17h00;

Árbitro: Elvio Kertelt Legnani;

Cartões amarelos: Walber (CAP); Marcelinho, Miullen, Pedro Cacho (LEC).

Cartões vermelhos: – ;

Gols: Léo Gomes (1’ 2T), Marcelinho (23’ 2 T), Breno (25’ 2T), Pedrinho (33’ 2T), Jajá (47’ 2T).

Público: 8.232.

Athletico: Anderson; Léo Simas (Kleiton), Walber, Danilo Boza e Jáderson; Christian, Léo Gomes, Denner; Breno, Elias Carioca (Reinaldo) e Pedrinho (Jajá); TC: Eduardo Barros.

Londrina: Matheus Albino; Raí Ramos, Augusto, Lucas Costa e Victor Luiz (Igor Miranda); Júlio Rusch, Pedro Cacho e Uelber; Danilo (Paulinho Moccelin), Miuellen (Igor Paixão) e Marcelinho; TC: Alemão.

Próximo confronto

O próximo desafio do Athletico, no Paranaense, será contra o Cianorte, às 20h00 de quinta (30/01), no estádio Albino Turbay.

A estreia do time de Dorival Júnior em competições oficiais está marcada para 16 de fevereiro (domingo), às 11h00. Jogo único, em Brasília, que vale o título da Supercopa.



Últimas Notícias

Notícias

Adeus, professor Vadão

Hoje (25) à tarde faleceu Oswaldo Alvarez, o Vadão, que estava internado tratando um câncer no fígado. A notícia vem logo após um domingo nostálgico…

Memória

2002 COM MUITA PAZ

Na tarde do dia 23 de Dezembro de 2001, o Furacão conquistava o seu primeiro título nacional! A partida final, em São Caetano do Sul,…