27 jan 2020 - 10h40

Supercopa do Brasil – atualizado

No próximo dia 16 de fevereiro a partir das 11h, Athletico Paranaense e Flamengo entram em campo para decidirem a Supercopa do Brasil. A competição que reúne os campeões das duas principais competições nacionais, é tradicional em alguns países e também na Conmebol, onde reúne o campeão da Taça Libertadores da América contra o campeão da Copa Sul-Americana. Em 2019, nesta condição, o Athletico enfrentou e após vencer em casa perdeu no saldo agregado para o River Plate.

 

Os rubro-negros foram campeões do Campeonato Brasileiro a da Copa do Brasil ano passado e disputam a primeira competição nacional de 2020 em Brasília, no estádio Mané Garrincha. Os ingressos começaram a ser comercializados na última sexta-feira (24) somente através do site da FutebolCard ao preço mínimo de R$ 100,00 (meia entrada da cadeira superior). Vale lembrar que este troféu já fora disputado outras duas vezes: em 1990 com a conquista do Grêmio sobre o Vasco da Gama e em 1991, com vitória do Corinthians sobre o Flamengo.

PREMIAÇÃO

A competição, disputada em jogo único em campo neutro distribuirá um total de R$ 7 milhões, sendo R$ 5 milhões para o vencedor e R$ 2 milhões para o vice, tornando-a um atrativo de início da temporada para ambas as equipes que tiveram arrecadações recordes pelas conquistas em 2019.

 

VIAGEM À BRASÍLIA

A Torcida Organizada Os Fanáticos está organizando uma excursão para Brasília em ônibus semi leito de 2 andares ao custo de R$ 280 para associados e R$ 300 para não sócios. A compra pode ser parcelada em até duas vezes no cartão de crédito e mais informações podem ser obtidas diretamente com a torcida pelas suas mídias sociais ou pelos telefones 41 99672-1977 (Sede) 41 99568-6101 (Raphael).

Em pesquisa realizada na manhã desta segunda-feira (27), os melhores preços para ida sábado e volta domingo em tempo de ver a partida e chegar com segurança ao aeroporto foram da Latam por R$ 885 e da empresa Gol por R$ 947.

Brasília conta ainda com ampla rede hoteleira que costuma ficar bastante ociosa nos finais de semana o que pode facilitar a busca por bons preços de hospedagem. Grande parte da zona hoteleira da capital federal fica num raio de menos de 2 km de distância do estádio, palco da partida. Até o momento nem a organização, nem a Polícia Militar do DF haviam definido se haverá divisa de torcidas ou setores específicos para que flamenguistas e atleticanos acompanhem a partida.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Somente na segunda-feira (27), três dias após o início das vendas de ingressos a organização se manifestou acerca dos setores que devem ser ocupados pelos torcedores atleticanos. A galera do Furacão deve se concentrar no setor amarelo superior e inferior, atrás de um dos gols, entradas 07 a 12 pelo setor do Centro de Convenções. Em contato com torcedores que vivem em Brasília, nos foi informado que existe livre circulação dentro dos setores e que mesmo nos jogos de grande rivalidade disputados na capital federal, o ambiente entre torcedores de times diferentes é bastante tranquilo e há possibilidade de migrar do setor onde se comprou o ingresso para aquele em que se deseja assistir a partida.

Além da excursão via terrestre com a Torcida Os Fanáticos, existem outras duas opções aéreas feitas especialmente para o torcedor atleticano acompanhar o time. A MGM Operadora Turística possui o pacote oficial do Athletico com descontos para sócios do clube. O pacote ida e volta Curitiba-Brasília com saída dia 15 e volta na madrugada do dia 17 pela Azul custa 10 X R$ 138,00 (mais taxas de embarque) enquanto que o associado paga 10 X R$ 128,00 + taxas. Neste preço estão incluídas as passagens aéreas e estadia, não contemplando ingressos que devem ser adquiridos a parte.

Outro pacote disponível é através da Ana Buffara Turismo em parceria com o Portal Trétis. Há várias modalidades com preços a partir de R$ 1.062,00 que podem ser consultados clicando aqui.



Últimas Notícias

Notícias

Valeu, menino Rony!

Os olhos marejados não me deixavam apreciar o momento. A explosão em uma das maiores conquistas que já vivi, me faziam apenas ouvir um nome:…