24 maio 2020 - 18h05

2002 COM MUITA PAZ

Na tarde do dia 23 de Dezembro de 2001, o Furacão conquistava o seu primeiro título nacional!

A partida final, em São Caetano do Sul, colocou frente a frente as duas melhores equipes do Campeonato Brasileiro de 2001, não apenas dentro de campo, mas também nos números.

O São Caetano terminou a fase classificatória em primeiro e eliminou no mata-mata Bahia e Atlético Mineiro. Já o Furacão foi o segundo colocado e deixou para trás São Paulo e Fluminense, nas quartas de final e semifinal, respectivamente.

No jogo de ida, na Baixada, o Athletico (na época Atlético), diante de mais de 30 mil torcedores, goleou por 4 a 2 o “Azulão”, com gols de Ilan e Alex Mineiro (3). Um jogaço!

Geninho teve a volta de Kleber, o Incendiário, para a finalíssima. Suspenso, ele ficou fora da primeira partida.

2.400 toecedores rubro-negros estiveram presentes no Anacleto Campanella e gritaram “É CAMPEÃO!”. Milhares, ainda, acompanharam o título por um telão instalado em frente da Arena.

Confira como foi o jogo:

1º Tempo

A primeira chegada foi do São Caetano pela direita. Kleberson só fez a cobertura.

Ainda no primeiro minuto, Adriano Gabiru escapou e recebeu a falta. Kleberson cobrou e rolou para Alessandro na entrada da área, mas a defesa afastou.

Nova chegada do Furacão pela direita e a bola foi direto nas mãos do goleiro Silvio Luiz.

Aos 2 minutos, Esquerdinha arriscou de longe, mas o chute foi fraco pela linha de fundo.

Aos 5, Marcos Paulo tentou a jogada pela esquerda, mas o assistente flagrou impedimento.

Nem cometeu falta dura em Anaílson pelo lado direito do ataque e recebeu o primeiro cartão amarelo do jogo. Esquerdinha cobrou, mas a bola foi na barreira, rasteiro.

Alex Mineiro, que fez sete gols nos últimos três jogos, era muito marcado pelos jogadores adversários.

Aos 12 minutos, falta em Alex Mineiro pelo lado esquerdo. Na sobra da cobrança, o artilheiro mandou por cima do gol.

Aos 14, Kleberson abriu espaço no meio e chutou por cima do gol.

Após escanteio da direita, Rogério Corrêa subiu mais do que todo mundo e tirou da área.

Magrão pegou a sobra e chutou de fora da área, mas Flávio defendeu firme. Eram 16 minutos.

Um minuto após, Marcos Paulo tentou o cruzamento pela esquerda e Alessandro colocou para escanteio.

Adãozinho arriscou de muito longe, após cobrança de escanteio, mas pegou mal na bola.

Aos 18, Cocito cometeu falta em Esquerdinha. Serginho cobrou, Flávio assustou, mas fez a defesa em dois tempos.

Fabiano sofreu falta pelo lado esquerdo, aos 22 mimutos. Kleberson cobrou na área e o capitão Nem tentou de cabeça, mas jogou por cima do gol.

No minuto seguinte, Magrão foi acionado na área e mandou de cabeça sobre a meta.

Cantava alto a torcida do Furacão no Anacleto!

Aos 27 minutos, o time da casa chegou rápido na área. Marcos Paulo cruzou da direita e Gustavo apareceu para fazer o corte.

Alex Mineiro sofreu falta na entrada da área. Kleberson cobrou e a bola passou perto da trave de Silvio Luiz. Por pouco o rubro-negro não abria o placar. Eram 29 minutos.

No minuto seguinte, Marcos Paulo tabelou, bateu cruzado, e a bola passou em frente ao gol de Flávio. Lance perigoso.

Aos 32, Gabiru foi derrubado pelo lado direito. Kleberson cobrou e Serginho tirou de cabeça, no meio do caminho.

Alessandro disparou pela direita e foi derrubado por Marcos Paulo. Após levantamento na área, a bola foi afastada.

Aos 36 minutos, Adãozinho arriscou pela direita e mandou por cima do gol de Flávio.

Aos 40, rolou discussão fora de campo entre os maqueiros!

Após dividida, Alessandro estava sangrando e recebeu atendimento médico.

Confusão depois que Alex Mineiro dividiu com Serginho! A turma do “deixa disso” separou os jogadores.

Com um minuto de acréscimo, fim da primeira etapa! Placar zerado entre São Caetano e Atlético. 45 minutos separavam o Furacão da taça!

2º Tempo

Bechara mandou de cabeça para fora, no primeiro minuto.

Aos 3, Fabiano tentou jogada pela esquerda, mas a bola escapou pela linha de fundo.

Alex Mineiro foi até a linha de fundo, no minuto seguinte, e cruzou da direita, mas a bola foi para fora.

Aos 7 minitos, Mancini mandou uma bomba de fora e a bola foi por cima do gol.

Aos 13, Bechara bateu cruzado e Dininho não conseguiu completar para o gol.

Um minuto depois, Kleberson cobrou escanteio pela esquerda e Daniel afastou o perigo.

Aos 15, Anaílson jogou na área pela esquerda, mas Flávio subiu no alto e ficou com a bola.

Kleberson chutou um bomba de fora da área e a bola passou com muito perigo, perto do travessão! Eram 18 minutos.

Anaílson escapou pela direita e encontrou Flávio. O atacante se jogau na área e pediu pênalti, mas Simon mandou seguir.

E aos 21 minutos, o momento que ficará para sempre na memória de todos os torcedores do Furacão. Após jogada de Fabiano pela esquerda, Silvio Luiz dá o rebote e o camisa 9 artilheiro estava na hora certa, no lugar certo, para mandar para o fundo da rede! Foi o oitavo gol dele em quatro jogos! Alex Mineiro, 1 a 0 Atlético! 5 a 2 no agregado! Explode a torcida em São Caetano e em Curitiba!

Confusão em campo entre os jogadores. Cocito dividiu com Esquerdinha e ficou caído no gramado. O volante do Furacão levou um pisão de Müller.

Aos 25, Adãozinho pegou a sobra, bateu para o gol e mandou para fora.

Bechara mandou uma bomba e a bola explodiu no travessão, aos 30 minutos.

Novamente Bechara, dois minutos depois, arriscou forte chute, mas mandou por cima do gol de Flávio.

Aos 35, Mancini foi acionado na pequena área, mas a bola foi forte demais e saiu pela linha de fundo.

Furacão tocava a bola, girava o jogo, administrava a vantagem. Poucos minutos separavam o Atlético do título inédito!

A última grande chance do jogo foi do time da casa. Anaílson rolou para Müller que, cara a cara com o gol, chutou por cima.

AOS 48 MINUTOS, SIMON APITOU O FINAL DO JOGO NO ANACLETO CAMPANELLA! O FURACÃO É CAMPEÃO BEASILEIRO DE 2001!!!

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro – 23/12/2001 – São Caetano 0 x 1 Atlético Paranaense

Local: Anacleto Campanella.

Horário: 16h00.

Árbitro: Carlos Eugênio Simon.

Cartões amarelos: Nem, Rogério Corrêa, Gabiru (CAP); Simão, Esquerdinha (SCA).

Cartões vermelhos – .

Gol: Alex Mineiro (21’ 2T).

São Caetano: Silvio Luiz; Mancini, Daniel, Dininho e Marcos Paulo (Müller); Simão, Serginho (Bechara), Adãozinho e Esquerdinha (Marlon); Anaílson e Magrão; TC: Jair Picerni.

Atlético: Flávio; Gustavo, Nem e Rogério Corrêa (Igor); Alessandro, Cocito (Pires), Kleberson, Adriano Gabiru e Fabiano; Kléber (Souza) e Alex Mineiro; TC: Geninho.

 

É CAMPEÃÃÃOOO!!!



Últimas Notícias

Notícias

De novo a dupla Fla x Flu

Há jogos que mesmo não sendo decisivos acabam sendo marcantes. Lógico que uma final, uma partida que valha vaga para uma fase aguda de uma…

Notícias

Adeus, professor Vadão

Hoje (25) à tarde faleceu Oswaldo Alvarez, o Vadão, que estava internado tratando um câncer no fígado. A notícia vem logo após um domingo nostálgico…

Memória

2002 COM MUITA PAZ

Na tarde do dia 23 de Dezembro de 2001, o Furacão conquistava o seu primeiro título nacional! A partida final, em São Caetano do Sul,…